10 coisas odiáveis nos espanhóis

1214659432_0

1 – O mapa de Espanha é tão feio que chega a ser ofensivo. É verdade que somos nós os culpados por aquela aparência de lhe ter sido arrancado um pedaço à dentada, mas isso não pode servir de justificação. Remendem-no lá de qualquer maneira (anexar-nos não vale). Podem sempre oferecer-nos a Galiza. Prometemos tomar conta dela e sempre ficava a coisa mais composta.

2 – O pequeno-almoço nacional espanhol consiste em churros molhados numa caneca de Cola Cao. Acho que fica tudo dito.

3 – “De Espanha, nem bons ventos, nem bons casamentos”. Muitos pensarão que o velho adágio popular se deve aos casamentos entre membros das casas reais dos dois países, que nos provocaram alguns amargos de boca históricos, e também aos ares secos que sopram do interior peninsular. Nada mais falso. O que se passa, na realidade, é que os espanhóis têm por hábito organizar excursões vindas de todo o país até à fronteira portuguesa para aí soltarem flatos a favor do vento sobre o nosso território (os ventos). Além disso, existe também uma política de exportação das mulheres de buço mais farto para casamento com portugueses (os casamentos), contribuindo assim para consolidar a nossa injustificada reputação de país excessivamente piloso.

4 – Se todos os portugueses se calassem em simultâneo, seria possível ouvir o burburinho constante vindo do outro lado da fronteira. As cordas vocais espanholas conseguem exceder em decibéis qualquer outra voz humana. Pouco barulho, nuestros hermanos!

5 – Cerca de 60% das palavras usadas pelo espanhol médio ao longo de um dia são repetições de “joder”, “coño”, “de puta madre” ou variantes, tanto em acepção positiva, como negativa. Grandessíssimos ordinários.

6 – Durante algum tempo, Portugal foi o país mais rico da Península Ibérica. As coisas inverteram-se e passámos a ser nós os visitados por hordas de espanhóis em busca de pechinchas (sobretudo vinho barato e atoalhados). O euro acabou com as pechinchas, mas os espanhóis continuam a visitar-nos em grande número. Porquê? Para poderem passar a estadia a repetir a frase “Esto en España es mucho mejor!” a respeito de tudo o que lhes apareça pela frente.

7 – É muito triste constatar que a nossa rivalidade zelosamente alimentada ao longo de séculos se tornou unilateral. Os portugueses podem continuar a ver nos espanhóis um povo rival, mas os espanhóis vêem-nos apenas como “aquele sítio esquisito com menos de cinco El Corte Inglés por quilómetro quadrado ali antes de chegar ao Atlântico”.

8 – Os caramelos já não sabem tão bem desde que deixou de ser necessário passá-los pelo controlo fronteiriço. Badajoz perdeu o seu encanto.

9 – A língua espanhola (também conhecida como “castelhano” ou “português de Torremolinos”) é suficientemente parecida com a nossa para permitir que qualquer português arrisque exprimir-se no idioma do país vizinho sem qualquer conhecimento da gramática respectiva e sem o vocabulário adequado, quase sempre com consequências trágicas. Poderia ver-se isto como defeito nosso e não deles, mas não vamos por aí.

10 – Foram os espanhóis que mataram o Chanquete. Sacanas. Nunca lhes perdoaremos essa maldade.


68 Comentários

  1. Eles Não Descem Do Salto, Odeiam Mesmo Portugueses e Paraguiaios.

  2. Renato Passos diz:

    Sou brasileiro e… NÃO ENTENDI NADA!… ZERO, ZERO ZERO!!!… NAAADAAA!!!
    Então, vou passar assoviando com “cara de paisagem” e finjam que eu nem estive aqui, ok!?

    Fiiiihh fiiiuu fiuuu… Fiiiiiiuuhh!!!

    • É uma crítica de português de Portugal falando da rivalidade entre Portugal e espanha

  3. Portugueses nós brasileiros te amamos! E os espanhóis que se danem.

  4. Miguel Monteiro diz:

    Eu moro em Espanha e gostava de vos mostrar um site de Um GALEGO que vive em Madrid que chama a Portugal de MERDA literalmente, pode ser que o queiram visitar e deixar lá um comentário …eu ia lá o deixei .
    Ps: le o último parágrafo do texto da vedeta

    Está aqui o Link :

    https://esmola.wordpress.com/2011/10/16/galicia-es-la-penultima-mierda/#comment-33915

  5. Raquel Sousa diz:

    Muito há frente, adorei esta descriçao fez-me relembrar bons velhos tempos !!!

  6. marik ishtar diz:

    odeio todos aqueles viados dos estadozunidos que dizem que portugues e espanhol isso me deixa puto mas a coisa que eu mais odeio a respeito dos espanhois SÂO OS MALDITOS VIDEOS COM O LOQUENDO CARALHO COMO AQUELA PORRA E CHATA

  7. Thamires Cavalcante De Freitas diz:

    Oi.Eu Gosto Muito Dos Espanhois. Ate Eu Gosto De Um Jogador De Futebol Chamado Gerard Pique .Um Dia Quero Conhecer A Europa A Espanha.

  8. UmEspanholNaFrança diz:

    Muiiiitoooo fixe! Hahahahahahaha. Adorei a lista pá! Muitas coisas são verdade mesmo, é assim, somos um pouco assim ;-)

  9. Helder Fernandes diz:

    Adoro pilinhas.

  10. Anda por aqui cada energume que não sabe diferenciar a brincadeira da realidade…

  11. Só 10 coisas !!! :) poderia enumerar uma centena delas, ninguém escolhe os vizinhos que tem a nós calhou-nos na rifa desde que Afonso Henriques decidiu converter um condado em reino e apontar o cavalo para sul :) A meu ver bem o nosso primeiro rei teve o bom senso de verificar que se andasse por batalhas a Este se iria deparar com inúmeras condicionantes e teria que passar por três reinos, Leão, Castela e Aragão. Assim pensou que indo sempre para Sul só teria os árabes pela frente, sábia opção senão hoje não existiria Portugal.

  12. Fico um pouco triste de ouvir o que os nossos vizinhos portugueses pensam de nós. Eu moro perto da fronteira e vou visitar o país cum freqüência porque gosto muito de Portugal e dos portugueses, a quem estimo verdadeiramente. Espero que esta opinião não seja representativa do que a maioria da gente pensa no seu país. Idiotas há em todo o lado. Também em Portugal.

    Saudações cordiais desde a Espanha.

    • Héctor, claro que nós não pensamos todos assim!
      Eu pessoalmente adoro a língua espanhola, tenho amigos espanhóis e partilhamos uma herança juntos :) O que uma pessoa escreve na Internet nunca é partilhado por todos!!!

    • João soares diz:

      Nao se pode generalizar Espanha é muito grande , pessoalmente é porque vivo em Espanha na Galiza mais propriamente na cidade da Corunha eu não gosto é de Galegos, são extremamente mal educados, urinam nas ruas como os cães ( coisa que nunca tinha visto) são a grande maioria arrogantes e não tem onde cair mortos a maioria vive do PARO ( de subsídios do estado) , odeiam portugueses mas são tão falsos ao ponto de nos chamarem irmãos ( conseguem ser mais falsos que os brasileiros que é quase inédito) , não apanham a merda dos cães onde as ruas são uma gincana de merda, mas tem a mania que tem a cidade mais linda do mundo, odeiam outros espanhóis, tem a mania que só o que é deles é que é bom quando a única coisa que tem mais ou menos é o marisco caríssimo e mexilhão o resto é grão cozido com chispe de porco, quando a nossa comida é uma diversidade que só em bacalhau temos mais de 800 pratos diferentes, há um problema de álcool incrível neste povo porque estão sempre borrachos e eu idem ter só 50€ até ao final de mês mas tem que o gastar em álcool , são incejosos, uma mulher mais bem vestida é prostituta na boca deles, são feios , cheiram mal, tem mau tempo, tem um sentimento de inferioridade em relação a outras cidades de Espanha que é incrível , odeiam Barcelona ( para mim esse é um erro imperdoável pois jamais pode se comparar a bosta da vaca com o tesouro da Europa), são tão incultos que o que conhecem de Portugal é a feira dos ciganos uma vez por mês na fronteira de Valença, então Á alguns que são tão originários que tem a lata de dizer que os portugueses são todos ciganos, quando as músicas típicas deles é que se assemelham as danças ciganas ( quem não acredita veja no YouTube) e compare. ..e muito , muito mais…mas não tenho tempo para estar aqui a descrever,
      Só mais uma coisa, eles aqui tem uma página no facebook que se chama ” Coruña ciudad onde nadie es forastero ” no entanto essa página é unicamente sobre eles , eles , eles e as coisas deles, não há estrangeiros nessa página, eu pessoalmente convivo com muito estrangeiro aqui na Coruña e toda …TODA A GENTE, desde irlandeses, a brasileiros, da América latina, a portugueses , e outras pessoas de várias nacionalidades todos têm a mesma opinião ODEIAM A CORUÑA, estão ansiosos de saírem daqui, porque as pessoas ( galegos) os fazem sentir MAL …
      Mas não fica só pela Coruña o resto da Galiza é assim, posso dizer que 80% da população é LIXO do pior o que fica 20% que muitos SABEM DISTO é admitem .
      Passei por muitas cidades da Europa e EUA e nunca tive numa cidade tão RELES de gente tão MERDA como esta

  13. Espaço xenofobia

    lol

    Tô morrendo aqui com esse site!rsrsrsrs

    Saudações do Brasil…

    =)

  14. Helder Fernandes diz:

    a estupidez não têm limites
    parabéns ao autor que demonstrou mais uma vez que afinal ainda temos pessoas bem estupidas em territorio nacional

    • R. Carreira diz:

      parabéns tambêm a ti amigo por teres demonstrado que afinal ainda temos pessoas bem fofinhas em territorio nacional ou mesmo estrangeiro

  15. Nuno Ferreira Durão diz:

    olá! :D

    Gostei do texto, tem uma visão parecida com a minha… eu considero, ou sou da opinião que, os espanguans, são nada mais nada menos que, Portugueses que não foram à escola e nunca – unica contradicção que vejo no texto – os irei considerar como irmãos, irmão é álguem que fala a minha lingua, ou seja, Brasileiros, Angolanos, Moçambicanos, Guineenses, Cabo-Verdianos, Timorenses… é por aí!!

    Não, os espanguans não foram à escola, quando digo espanguans, refiro-me aos de Castela, os da Galiza, falam quase Português e pertencem a Espanha, por mero acaso de falta de planeamento correcto (…) os da Catalunha, também não posso dizer que tenham faltado às aulas, mas estavam muito longe de nós considero-os de primos. E, não foram à escola porquê? porque são uns calões de todo o tamanho e feitio, sempre singraram com o que era de outros… senão vejamos; ainda andavam eles à porrada com os Mouros, já nós sabíamos que o mundo era redondo, é so ver as datas do tratado de Tortesilhas, o que foi dito e acordado no tratado e onde é que estavam as suas fronteiras.

    Nós, partimos pelo mar fora e criamos um Imperio, não dizimamos culturas inteiras e não saqueamos, criamos sim, novas fronteiras de comercio livre.

    Há aí um comentario de alguém que não foi à escola, que diz que deveriamos ir pescar, tem razão, é algo que fazemos muito bem, de tal forma que temos ainda peixe, que o peixe que pescamos (ou que é pescado nas nossas águas) dá para assar, por exemplo, a sardinha, em espanha só há petinga, não foram à escola, não sabem pescar, aqui as nossas artes para a sardinha são de 3cms/3cms em Espanha é de 1,5cm/1,5cm… ou seja rebentam com o peixe; de tal forma que têm a 2ª maior frota pesqueira do mundo, vão (ainda hoje) às aguas – indefesas – e limpam tudo, relembro dois episodios, o da Terra Nova, de onde vinha o nosso bacalhau, sim, não vinha da Noruega, vinha da Terra Nova, no Canada e era crescido, não havia bacalhau pequeno como se vê agora (ainda) eis que 19 navios espanhois são apreendidos por pesca de arrasto ilegal, e ressalvo navios, não embarcações, com redes finíssimas, limparam tudo de tal forma, que a pesca do bacalhau esteve interdita 13 anos na Terra Nova e que agora está condicionada e só os Portugueses (de toda a UE) é que lá podem ir.

    Um desses navios, a titulo de curiosidade, foi libertado 24h depois do arresto da frota, era o navio Hospital.

    Outro episodio, fez com que a guarda costeira Australiana, armasse os seus navios e pessoal, que até esse momento, eram como os BOB’s de Londres, policia sem arma de fogo. Eis que um navio espanhol carrgado de pesca ilegal em aguas Australianas, não respeitando a ordem da guarda costeira, se colocou em fuga, a gozar claramente com os representantes da autoridade e soberania Australiana, com membros da tripulação a mostra partes menos proprias e mais intimas, digamos, aos que lhes davam ordem de parar, isto continuou até pouco depois do Cabo Horn, onde os espanhois foram surpreendidos por uma vedeta UK, uma Fragata Meco igual às nossas, so aí foram detidos e como deram grande embaraço aos Australianos, estes resolveram armar a sua guarda costeira. De notar que a grande pescaria tinha como alvo o red fish para o mercado US e outros para o mercado Japonês.

    portanto não foram à escola, não sabem falar, não sabem pescar e… não sabem trabalhar a terra..

    Não, não sabem patavina de agricultura, querem sacar o maximo no minimo espaço de tempo, para isso usam formas extremamente danosas para trabalhar a terra, desde o plantar até à apanha.

    A zona da Estremadura está desertica, devido a 30 anos de milho e girassol, por isso têm incentivos para comprar terras nossas e produzir em terras nossas (…) a zona da Andaluzia, para lá caminha, onde reina a hidroponia e a apanha feita por magrebinos, que ganham 300€ por mês e vivem 50 numa garagem. Não temos forma de combater esta produção danosa, pois em Portugal (graças a Deus) ninguém produz assim, porem e por exemplo, a nossa laranja sai a 0,23cts/€ o kg e a deles a 0,08cts/€ o kg (…)

    Não, não são espertos nem inteligentes, vivem é dentro de um sistema inteligente e esperto, que atinje os objectivos a que se propõe, mas isso tem um preço, a desertificação e o desaparecimento de recursos de 1ª linha.

    Nós também vivemos sob um sistema muito esperto, que usa fantoches com poderes para o acto de assinar por nós, concedidos por nós, a gentes burras que se acham espertas, recrutadas de tenra idade para esse fim e que acabam por se sentar, ou ter assento, na nossa assembleia da republica – de um lado e de outro – que permitem que estejamos a saque, por quem sabemos não ter ido à escola e por quem, por tão longo tempo se especializou em SAQUEAR…

    Estas gentes, permitem por exemplo, que os nossos distribuidores, recolham artigos de espanha, produzidos de formas muito dúbias e imponham rótulos nesses produtos como se produzidos em Portugal. Não acreditem portanto nos rótulos (…)

    SIM… há 10 coisas que odeio em espanhois… até há muito mais… porem incorro em risco de vos enfadar com tanta coisa que sei, que vi e que posso facilmente fazer ver a quem quiser ver… coordenadas GPS por exemplo.. levar equipes de televisão fazer reportagens, como já fiz, porem é muito dificil passar uma mensagem que vá lesar gente como o continente ou pingo doce e companhia, pois são esse que pagam grande parte da factura das tv’s… pois é!!

    de espanha? nada muito obrigado!! OOOOOOOOOOLÉÉÉ!!!!

  16. Gostei muito do texto, é de um humor refinado que desconhecia no meio portugues (sou brasileiro), e fico surpreso e feliz por isso.

    Quanto aos espanhóis, por mim construiríamos um muro ao redor da espanha, pois já que se acham tão superiores, que ficassem sozinhos.

  17. antoñete diz:

    ¿Pero que decis, apestosos? Iros a pescar y dejarnos tranquilos a los españoles.

    • R. Carreira diz:

      (Tão giro a tentar perceber coisas escritas em línguas que não são castelhano.)

      • Eu tive um sócio espanhol e nunca percebia o que ele dizia, então tinha sempre de perguntar a alguém “o que é que ele disse?”, frase que se tornou uma instituição.
        Assim, e na mesma óptica, o que é que ele disse??

  18. Fico triste de ler as criticas dos Portugueses para nos! adoro Portugal e as coisas enumeradas não são tao negativas :)

  19. Eu não gosto muito da forma de tratar as pessoas em detertminados locais da Espanha, mas não tenho nada contra eles e não-os devemos generalizar, pois são seres humanos como nós e as pessoas são todas diferentes.

  20. Galego mas NÃO espanhol diz:

    Ola. bom dia
    Fui dar cá por acaso, lí e concordo com tudo, mesmo acrescentaria mais alguma coisa. Passei um bocadinho bem engraçãdo e divertido ao ler isto.
    Os espanhois têm o nariz empinado quando se comparam com os portugueses, mas no que diz respeito a si proprios estão sempre a se criticar a falar mal do governo, da justiça, do mal organizado que está tudo…enfim, acho que são bipolares, esquizofrenicos mesmo.
    Eu também odeio os portugueses que falam em espanhol quando vou lá. Não saben do galego? Todos os galegos percebemos português, não é preciso nos falarem em espanhol.

    • R. Carreira diz:

      Talvez seja por estarem distraídos e não perceberem que estão a falar com alguém que fala a mesma língua. Acabam por falar em portunhol.

  21. I Hate You@! diz:

    a pergunta é o seguinte, pq e como eu vim parar nesse site com ajuda do google??

  22. Jorge Mendes diz:

    Sei que este site não é mais que uma paródia e apesar de gustar muito do meu Pais devo discordar plenamente de todos e quaisquer comentários que li acima.

    Portem-se bem e tenham juizo
    Cumprimentos,
    Jorge Mendes

    • R. Carreira diz:

      Obrigado pelo seu comentário. Foi de uma utilidade e pertinência extremas. Gustei muito.

      • Li aqui vários textos teus. Gostava de saber porquê que escreves para enumerar o que detestas nos outros. Quem é que gosta de textos assim? Certamente pessoas que são do mesmo género que o autor. Os restantes artigos podem não ter a palavra odiável no título mas o conteúdo é do mesmo.

        • R. Carreira diz:

          Isabel. Está tudo dito.

          • Por favor, um texto sobre “10 coisas odiáveis em gajas que gostam de dar lições de moral e que por isso têm dificuldades em arranjar namorado e até mesmo one night stands a pagar”, e rapidamente. Obrigado

  23. Arsénico Faria diz:

    Realmente a hora de jantar e um bom costume mas aquela mania de fritar tudo em 17 litros de óleo da cabo de qualquer costume!

    As tapas são um belo costume mas tb é só fritos

    Resumindo razão tinha o Afonsinho quando bateu na mãe e correu com essa gente

  24. Não posso concordar com a vossa opinião contra os espanhois, eles têm algumas coisas muito melhores que nós:
    – é o povo que eu conheço que melhor fala castelhano
    – têm a ETA (qual é o nosso grupo terrorista?)
    – têm o Saramago

    • – os mexicanos falam melhor castelhano que eles, e os argentinos quase
      – temos o governo
      – eles terem o Saramago funciona na realidade a nosso favor. O crédito dos textos é nosso, a detestável figura que a aturem eles.

  25. Acrescentava só mais uma coisinha: a criação da Corporación Dermoestética. :)

    (Adorava o Piranha!)

  26. O Verão Azul era impecável, provavelmente a “unica” coisa que alguma vez saiu de jeito daquele país e nos impede de chegar ao resto da Europa em menos de 1h

    lol

  27. se me permites uma sugestao (para além daquela do reality show da rtvip), acho que o espectaculo audiovisual que a Michelle Brito dá em cada partida de ténis merecia um comentario teu neste blog.

    • R. Carreira diz:

      Tenho um certo temor de que ela me venha berrar aos ouvidos se o fizer.

      • José pedro diz:

        Isso querias tu, taradão XD

      • Isso era capaz de ser desagradavel mas de qualquer maneira acho que os timpanos voltam a crescer.

        • R. Carreira diz:

          Sim. É como os braços.

          • José pedro diz:

            óóóó Renato, desculpa lá, mas voltando atrás no assunto (que não tem nada a ver com espanhois, diga-se), estou desiludido por não teres noticiado os feitos da menina prodigio do tenis português. Andas a dormir.. olha que eu cancelo a assinatura mensal premium do Inepcia.. podia usar estes 150 euros em tanta porn.. literatura.

            • R. Carreira diz:

              Tu não me faças uma coisa dessas, homem! Pel’amor de Deus! Depois como pago eu a assinatura deluxe do Nude XXX Teen Literature? Se a conseguires enfiar na cama com o Bruno Carvalho ou com o Manuel Pinho (tornando-a relevante)… ou com os dois, prometo artigo de duas páginas.

              • José pedro diz:

                Ah, lamento desiludir-te, mas depois de consultar a mãe, parece que está sujeita a um regime de celibato rigorosa, tipico de atletas de alta competição e também de raparigas de 16 anos com uma mae sul-africana. Parece que há uma excepção contudo, para criadores de e-zines satiricos obcecados por politica (leia-se comédia que passa na tvi).
                Ai Renato..

  28. O pior é que ainda há quem os aplide carinhosamente de -nuestros hermanos-(se é assim que se escreve naquele idioma aberrante. Sou da opinião de que nós é que deviamos anexar toda a Espanha e não o contrário, ou isso ou um genocido espanhol. Resumindo e concluindo odeio espanhois, ( quase tanto como odeio a banda sonora do verão azul).

    • Elsa Pataky, Penélope e Mónica Cruz, Leonor Watling, Ariadne Artiles, Eugenia Silva, Laura Sanchez, Blanca Romero, Bimba Bose e Natalia Verbeke

      Parece-me que tu não votavas no Vieira

      • R. Carreira diz:

        Os espanhóis são uns fixes. E é bom saber que há alguém no mundo que se chama Bimba Rose.

      • Com tanta cultura sobre actrizes espanholas nem te quero ouvir falar sobre as telenovelas.

        Fico com a sensação que tu sim, não votavas Vieira.

    • Sao nossos irmaos sim.
      Nao sao povo amigo, sao povo irmao.

      Porque amigos um gajo escolhe…

  29. António Nónimo diz:

    Verão Azul… como eu odiava essa série.

    • R. Carreira diz:

      Epá. Não digas heresias.

    • José pedro diz:

      O Verano Azul foi a unica série espanhola decente que cá passou… (ai saudade)..até á imitação do E.R. que anda aí agora chamada Hospital Central (mais uma vez muito originais estes espanholitos)

      • R. Carreira diz:

        Também não passaram assim tantas. E, mesmo assim, as nossas conseguem ser piores. Incluindo as muitas que são adaptações péssimas de formatos espanhóis.

        • tb não generalizes, há séries portuguesas muito boas, ainda há pouco tempo passava na RTP2 ”um mundo catita” com o fantástico joão manuel vieira, e era uma série muito boa.

        • As adaptações espanholas é do mal o menos.
          Então e a dobragem de filmes?
          Onde é que já se viu dobrar a voz de um James Stewart, por exemplo?
          (eu sei… em Espanha :( )

          • Arsénico Faria diz:

            Concordo!!!

            Onde é que ja se imaginou o Schwarzenegger a dizer “Sayonara Baby”?

            Mas olhem que acaba por haver alguns bons costumes espanhois… de repente so me lembra da siesta mas de certeza que ha mais qualquer coisa!

Comentar

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *