Bullying, o fenómeno

(clicar para engrandecer)

7 Comentários

  1. Luís Silva diz:

    O bullying está a ser visto como um problema das crianças e jovens. Na verdade este assunto ainda é bastante taboo. O bullying é um problema dos adultos. Os adultos fazem e são vítimas de bullying, quer na sua vida pessoal, quer na sua vida profissional. O que as crianças fazem é um reflexo das acções dos adultos, praticamente em tudo na vida. Para se resolver o bullying nas escolas podem-se e devem-se criar medidas de curto prazo mas é imperativo ter a consciência que este é um problema social. O bullying só será resolvido a partir do topo, ou seja, a partir dos adultos. Só quando estes deixarem de se violentar uns aos outros é que as crianças lhes seguirão o exemplo.
    Esta forma de violência pode ser mais evidente nas crianças devido às agressões físicas, pois, os adultos usam entre si formas mais complexas de violência, nomeadamente, psicológicas mas não menos prejudicias para a saúde das suas vítimas. Contra este tipo de violência, que se pode chamar moderna e actual, ainda não existe qualquer legislação, qualquer protecção, pelo que os adultos, tal como as crianças sofrem em silêncio, muitas vezes nem admitem que estão a ser alvo de malevolência e, devido ao seu sentimento de impotência, acabam por cometer as mesmas acções que os seus agressores.
    A solução para acabar com o bullying é complexa tal como este fenómeno e passa por acabar com este tipo de violência entre os adultos. Não é preciso ser-se um técnico especializado para se perceber que as crianças que praticam estes actos são influenciados pelos adultos, principalmente, a sua família mais próxima e que ou são, elas próprias vítimas de maus tratos que descarregam nos outros, ou seguem o exemplo de bullying dos seus tutores.
    O bullying é um fenómeno social que existe entre os adultos e para o qual é necessário criar medidas que protejam as vítimas e punam os agressores. É necessária a criação de leis contra a violência psicológica e todas as novas formas de violência da sociedade actual que são complexas, tal como a sociedade é e estão fora do actual alcance legislativo, garantindo impunidade e muitas vezes vantagens aos agressores.

    • A tua convicção que alguém vai ler isso tudo é simultaneamente comovente e desoladora.
      O meu coração chora contigo

      • R. Carreira diz:

        Estás a ser injusto. O fim é bastante divertido. (Dizem.)

      • Eu tambem costumo ler as grandes crónicas do inépcia, mesmo quando não têm boneco, tendo piada ou não (como nas maiorias das vezes)

    • Muita gente vai lêr! Vai ser bom! Vai ser justo! E vai ser concreto…!!!
      O meu coração está consigo.

    • António Nónimo diz:

      Se eu te apanhasse no recreio levavas um enxerto de porrada, que era para aprenderes a ser sucinto!

Comentar

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *