Parabéns, Pá!

Por fazer questão de afirmar não ser precisamente aquilo que é (“aquela que vem para a política para seu benefício próprio”, neste caso para benefício e reforço do ego) e pelo descaramento de achar que alguém alinha no papel de nobre servidora do povo que viu questionada as suas puras intenções (contrariando o papel real de celebridade mascote de partido político), a Inépcia tem o prazer de atribuir este Prémio Parabéns, Pá a

Inês de Medeiros

Comentar

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *