Rejeição da lista portuguesa para o Tribunal Europeu dos Direitos do Homem pode ter sido motivada por questões de higiene

Frequência dos banhos dos juristas portugueses incomodou os narizes delicados do Conselho da Europa.

Comentar

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *