PSD Madeira propõe substituir Tribunal Constitucional por Alberto João Constitucional

733670

A delegação madeirense do PSD passou uma noite inteira em brainstorming  para apresentar um projeto de extinção do Tribunal Constitucional e sua substituição por uma nova figura: o Alberto João Constitucional, órgão unipessoal ocupado pelo atual presidente do governo regional, que se tornaria uma espécie de supremo decisor iluminado do país.

Tomando a iniciativa de apresentar medidas que o PSD nacional deseja mas não se atreve a propor, os social-democratas madeirenses defendem que esta mudança acabaria com a “politização” das questões constitucionais, referindo-se à existência de divergências frequentes entre as opiniões dos juízes daquele órgão e as opiniões dos governantes e parlamentares e recordando que, nas quase quatro décadas de Alberto João Jardim à frente dos destinos da Madeira, as opiniões políticas divergentes se tornaram quase irrelevantes.

Instado a comentar, o ainda presidente do governo madeirense recebeu-nos em cuecas e fumando quatro charutos ao mesmo tempo, soltando uma gargalhada e dizendo algo que poderia ser “estou pronto para assumir essa responsabilidade e acredito que farei um bom trabalho em prol de Portugal” ou apenas um arroto prolongado. Como figura de recurso para os casos em que as decisões do Alberto João Constitucional não satisfaçam, o PSD Madeira propõe a criação de um Supremo Balsemão de Justiça.

A proposta será agora apreciada pelo choco amestrado que decide todas as matérias fundamentais no PSD nacional.

Comentar

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *