Imposto sobre tabaco de mascar preocupa portugueses que vivem dentro de westerns

JOHN WAYNE

Com a revisão do imposto sobre o tabaco e a inclusão do tabaco de mascar nos produtos sujeitos a tarifa, os portugueses que vivem dentro de westerns, único setor da população que consome o apetitoso produto, mostram-se preocupados com mais este aumento do custo de vida.

“Primeiro foi o aumento do IVA nos revólveres, selas e botas de cano alto”, recorda Butch Monteiro, presidente da Associação Portuguesa de Cowboys, xerife de Alcanena e pistoleiro mais rápido em toda a lezíria ribatejana. “A seguir, só falta começarem a taxar também os índios que um gajo mata.”

Outro setor prejudicado pela extensão do imposto, o dos portugueses consumidores de rapé, reagirá apenas depois de terminada a temporada dos saraus líricos em honra de Sua Majestade, El-Rei D. Luís I.

(Obrigado ao Licínio Pires pela sugestão do tema.)

Comentar

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *