Platini propõe cartão castanho para quem contrariar desígnios secretos da UEFA

To match Special Report SOCCER-FAIRPLAY/

O presidente da UEFA propôs a exibição de novos cartões durante os jogos no seu novo livro, «Fornicons Football» («O Futebol é Tão Bonito», em português), um trabalho de anos agora editado exclusivamente no verso de embalagens de queijo La Vache qui Rit.

O antigo astro da Juventus e da seleção francesa recorre à experiência acumulada ao longo de uma carreira ilustre como jogador para sugerir um cartão branco para quem questione decisões do árbitro, um cartão castanho para quem contrariar desígnios secretos do organismo que tutela o futebol europeu e ainda um cartão cinzento para quem considerar que o cartão anterior prova inequivocamente que a UEFA tem desígnios secretos.

Além dos novos cartões, Platini propôs ainda aumentar o número de substituições permitidas para trinta e duas e a possibilidade de as equipas mais lucrativas começarem cada jogo a vencer por 2-0.

Comentar

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *