Grupo parlamentar dos Verdes pode ter sido comido por Carlos Abreu Amorim

800940 (1)

Depois de o diminuto grupo parlamentar dos Verdes ter visto ontem a sua legitimidade questionada pela ligação próxima ao PCP, os dois deputados do partido ecologista não foram vistos hoje no parlamento, receando-se que possam ter sido comidos por Carlos Abreu Amorim.

O voraz e volumoso social-democrata negou, afirmando que uma pessoa do seu gabarito não comeria a representação parlamentar de um “partidozeco qualquer”. “É verdade que, num dia de maior fome, engoli o Luís Montenegro inteiro e tive de o defecar posteriormente”, refere, depois de um arroto cheirando a Heloísa Apolónia, “mas foi um incidente isolado.”

A possibilidade de, pela sua dimensão, Carlos Abreu Amorim se tornar em breve um partido ecologista unipessoal coligado com o PSD não está posta de parte e o PEJ (Partido Ecologista Javali) poderá fazer a sua estreia já no próximo ato eleitoral.

Comentar

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *