Governo nega ter decretado corte de 70% na luz solar

site_1_rand_1898710893_solar_eclipse_l_2207_ap

O ministro da Presidência, Marques Guedes, negou categoricamente que o corte de 70% na luz solar hoje registado no país tenha sido ordenado pelo governo, recordando que a diminuição de luminosidade foi sentida por todos de igual forma, não havendo qualquer “lista VIP” de cidadãos não abrangidos pelo fenómeno.

A garantia foi reforçada por Jorge Copérnico da Costa, secretário de Estado do Sistema Solar, durante visita a um ponto negro na pele de Maria Luís Albuquerque, recusando-se, porém, a comentar a demissão em massa dos responsáveis pela Direção-Geral dos Movimentos Celestes.

Entretanto, o primeiro-ministro aproveitou para admitir que se posicionou certa vez entre o Sol e a Terra, obscurecendo parte do planeta com a sua sombra, mas garante que o fez de forma inadvertida e apelou ao bom-senso da opinião pública para não ver comportamentos desonestos onde eles não existem.

Comentar

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *