João Tiago Silveira inclui no programa do PS maior proteção para o povo beto

2015-05-20-pessoa_importante_no_PS

O coordenador do programa eleitoral socialista admitiu ter forçado a inclusão de medidas alargadas de proteção e inclusão social em benefício da etnia beta a que pertence, considerando que, quando as mesmas forem finalmente aplicadas, pecarão por tardias. “É uma questão de justiça elementar”, afirmou com um brilho nos olhos que traía emoção profunda.

Para Bernardo Diogo Vasconcelos de Pereira, soberano tradicional dos betos portugueses e capitão da sua equipa de râguebi: “O povo beto há muito é vítima de discriminação em Portugal. Durante décadas, muitos betos procuraram escapar à discriminação ocultando os seus costumes. Por exemplo, não trazendo pulôveres aos ombros e à cintura, não tratando os filhos por você ou chamando aos anciãos qualquer outra coisa além de ‘tio'”.

Os betos são uma das minorias étnicas mais antigas em Portugal, tendo começado por se instalar em Cascais e alastrando ao resto do país. Ocuparam-se tradicionalmente com ofícios como fabrico de sapatos de vela e polimento de brasões com a língua ou como aberrações de circo. Viviam em bairros exteriores às muralhas das cidades conhecidos como “betarias”. Muitos foram perseguidos pela Inquisição e forçados a abjurar o culto do seu deus Sacoor.

Comentar

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *