Sondagem indica número de eleitos superior ao total de cadeiras no parlamento

sondagem

De acordo com sondagem efetuada para a inÉpcia pelo Instituto de Política Tropical Pré-Histórica Graciano Saga, as próximas eleições legislativas elegerão mais deputados do que os 230 que atualmente constituem o parlamento. É a primeira vez que ocorre um fenómeno semelhante na história da democracia portuguesa, podendo significar que ou os peritos responsáveis pela sondagem não sabem fazer contas ou as eleições estão a ser manipuladas por uma perigosa raça de homens-toupeira. Os próprios peritos inclinam-se para a segunda possibilidade.

Assim, esta sondagem, a que se chamou: Grandiosa Sondagem “Eleitor, Vem Devagar” 2015 para a tornar mais divertida, apurou que a vitória no ato eleitoral ficará dividida entre o PS, com 79% dos votos e 87 deputados, e a coligação Portugal À Frente, com 78% dos votos e 92 deputados, a que deverão ser acrescentados 20 deputados eleitos pelos Açores e pela Madeira e 8 eleitos de forma surpreendente pelas Ilhas Salomão. Segue-se a CDU com 37% dos votos e 50 deputados e o Bloco de Esquerda com 23% dos votos e 39 deputados. Todos os outros partidos combinados obterão uma percentagem de 17% dos votos expressos e poderão eleger entre 0,2 e 7359 deputados.

O PDR de Marinho e Pinto e o Livre de Rui Tavares poderão eleger, respetivamente, um javali parcialmente amestrado e um par de suspensórios em segunda mão. Segundo esta sondagem, não haverá votos nulos ou brancos, mas existe uma possibilidade remota de, no círculo eleitoral de Castelo Branco, ser depositado na urna um voto lilás. A oscilação dos resultados poderá ser de mais ou menos por cento.

Ficha técnica: Entrevistas realizadas por projeção astral. Universo: Sobretudo mamíferos.

Comentar

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *