Dois milhões de portugueses votaram na PàF para castigar PSD e CDS

987054 (1)

Provando mais uma vez que somos um povo cronicamente distraído, dois milhões de eleitores castigaram severamente o governo PSD/CDS votando na Portugal à Frente, um novo movimento político que se apresentou às eleições pela primeira vez. Tratou-se de um fenómeno semelhante à ascensão de novos partidos que se verificou pela Europa fora como consequência da crise, mas com contornos marcadamente portugueses. Ou seja: bem temperados com alho, azeite e uma pitada generosa de estupidez.

Para a maioria dos comentadores políticos, este resultado surpreendente significa que um grande setor da sociedade se sente ressentido com as medidas de austeridade implementadas pelo governo de coligação, desejando mudar de rumo. E as listas da PàF prometem honrar esse desejo de mudança, sendo constituídas por cidadãos oriundos de campos tão variados como a política profissional, a atividade ministerial ou mesmo a carreira parlamentar, conhecendo bem as queixas dos portugueses e sabendo o que fazer para pôr bem o que agora está mal.

Depois de conhecidos os vencedores, os eleitores vitoriosos olharam para as caras dos responsáveis da PàF, tiveram um momento muito passageiro em que pensaram “espera lá… tu queres ver que…”, colocando-o imediatamente de parte e começando a aplaudir freneticamente e a cantar o hino nacional.

Um comentário

  1. Mário Duarte diz:

    Nós portugueses como somos muito “disrtaídos” pensámos que a SIGLA PàF, SIGNIFICAVA “P´RÀ FORCA”!…

Comentar

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *