Sinais alarmantes de que o mundo dá as últimas

Nem sequer tem a ver com Trump, Putin, com a tensão na península coreana ou com a tensão nos vestidos de noite de Teresa Guilherme, mas são cada vez mais os indícios que apontam para um fim breve e inevitável do mundo, entendendo-se por “mundo” a civilização mais ou menos humana (e mais ou menos civilizada) que é a nossa e não a Terra enquanto objeto celeste viável. Essa continuará a existir por mais uns milhões de anos depois do nosso fim, quer como bola de lodo radioativo sem vida ou como planeta-sede de um império galáctico de baratas ultra-evoluídas. Debrucemo-nos e meditemos, irmãos. E primos.

-Nos Andes chilenos, as alpacas começaram a ler James Joyce. Isto é preocupante porque os camelídeos sul-americanos são conhecidos pela sua devoção literária aos autores do continente, em especial Garcia Márquez, Vargas Llosa e Borges.

-Na cidade de Rock Ridge, no estado americano do Texas, foi recentemente inaugurado um estabelecimento Starbucks dentro de um restaurante Burger King que, por sua vez, abriu na arrecadação de um McDonald’s. O mais grave nisto nem é o aparente paradoxo espacial e sim o facto de, nos três estabelecimentos, existir um funcionário exatamente igual chamado Travis. Dois destes três Travis têm a aquariofilia como hobby. O terceiro é alérgico a frutos de casca dura. E esta, hem?

-No arquipélago das Seychelles, as autoridades locais têm-se mostrado apreensivas com o grande realismo do número crescente de cocos fálicos que têm dado à costa. Muitas praias foram já interditadas a banhistas para prevenir escândalo. Na praia de Anse Tiki, no norte da ilha de Mahé, a única bizarria que deu à costa foi um caranguejo com tenazes em forma de Justin Bieber.

-Com cada dia que passa, a cor lilás vai-se tornando cada vez mais violeta sem que ninguém dê por isso ou pareça preocupar-se.

-Jesus Cristo foi visto num supermercado lituano. Os seguranças foram alertados pelo tempo exagerado que passava no corredor dos lacticínios, como se estivesse perdido. Questionado se teria vindo presidir ao Juízo Final, o filho de Deus perguntou apenas onde podia encontrar natas para bater, pagou e partiu sem deixar rasto. As testemunhas referem que, além das natas, levou também um pacote de pastilhas de um expositor junto à caixa. Eram de canela.

-Numa área remota do Botswana, nasceu um bezerro com duas cabeças e cinco pernas. O animal revelou-se saudável além das suas particularidades físicas aberrantes e não demorou a demonstrar dotes para o empreendedorismo. Uma semana depois de nascer, o bezerro conseguiu que a sua aldeia em pleno deserto de Kalahari se tornasse o mais viável ninho de startups tecnológicas em toda a África subsariana. Explique quem puder.

-Num cemitério em Singapura, os mortos ergueram-se, passaram cerca de quarenta e dois minutos ocupados com o que parecia uma aula de zumba e voltaram às sepulturas respetivas de forma absolutamente ordeira.

Comentar

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *