E-zine satírico sem corantes nem conservantes

Naquele tempo...

Um 25 de Abril ideal na Madeira

de acordo com Alberto J. e Jaime R.

7:00-Alvorada com foguetes e recolha porta a porta de donativos para construção da estátua de Oliveira Salazar. Registo para referência futura dos nomes, moradas, profissões e locais de trabalho de todos os que optarem por não contribuir e dos seus familiares mais próximos.

8:00-Imposição de uma estrela no pavimento, marcando o local de onde Marcello Caetano e Américo Tomás partiram para o exílio no Brasil em Maio de 1974.

10:00-Missa celebrada na Sé do Funchal em memória do Cardeal Patriarca D. António Cerejeira. Descerramento de placa comemorativa na fachada da Sé com efígie do Cardeal e os nomes e moradas de quem não tiver contribuído para o peditório anterior.

12:00-Inauguração do novo pavilhão polivalente, um dos mais modernos da Europa, do antigo Club Sport Marítimo, entretanto rebaptizado União Nacional e Desportiva Legião Portuguesa seguido de almoço-convívio. Ementa: Sopa de míscaros, Bifes de atum à Tarrafal, Espetadas “Angola é Nossa” com molho de jindungo e alho. Pudim da Pátria. Pastelaria variada. Vinho branco e tinto da Adega Cooperativa de Santa Comba Dão.

15:00-Deposição de coroa de flores e minuto de silêncio junto ao monumento do PIDE Desconhecido, erigido para lembrar todos os agentes e informadores da PIDE presos, humilhados em público e/ou forçados ao exílio apenas por terem cumprido o seu dever e obrigação patriótica.

16:00-Sessão dupla com projecção dos filmes “Camões” de Leitão de Barros e “Chaimite” de Jorge Brum do Canto. Seguir-se-á um debate subordinado ao tema “A Ingratidão dos Pretos” com o Inspector Rosa Casaco a defender o ponto de vista português através de videoconferência a partir de Madrid, e um bronzeado José Hermano Saraiva a defender o ponto de vista africano.

21:30-Início de jantar volante com temática ultramarina servido nas costas de moçambicanos e guineenses trazidos à Madeira para o efeito (e prontamente devolvidos logo que acabem de lavar os pratos). Estreia mundial de “Mocidade Portuguesa, o Musical.” No intervalo entre o primeiro e o segundo acto, eleição da Miss Arquipélago Comuna 2006 seguida de apedrejamento de todas as participantes.

00:00-Fim da reconstituição histórica multimédia “A Madeira antes de Abril de 74” com restauração do fornecimento de energia eléctrica e água canalizada à generalidade dos habitantes. Os presos políticos capturados em actos de subversão não serão libertados.

00:30-Orgia temática “Ballets Roses” com participação de altas individualidades do Governo Regional. Animação a cargo do Bispo do Funchal e do seu grupo coral nudista de meninos pobres de Câmara de Lobos.

www.inepcia.com