Inépcia: s.f. (do latim "ineptia") 1-Falta de aptidão ou habilidade. 2-Imbecilidade 3-Acto ou dito absurdo.
www.inepcia.com

Selecção nacional empata com equipa de veteranos da ACAPO

A selecção nacional de futebol voltou a desiludir na preparação para o Euro 2004 ao empatar a zero com uma equipa de veteranos da Associação dos Cegos e Amblíopes de Portugal (ACAPO) num jogo de treino realizado no Estádio Universitário de Lisboa. O jogo foi marcado depois da goleada por 8 a 0 frente à frágil selecção do Koweit que provocou reacções contraditórias junto dos adeptos da equipa nacional. Enquanto alguns comemoravam em ambiente de euforia a exibição sem mácula, afirmando que “o Euro já cá canta se houver pelo menos duas equipas do Golfo Pérsico no nosso grupo,” outros eram mais comedidos, criticando a escolha de uma equipa como o Koweit como adversário. Muitos foram ainda os que compararam a goleada a “bater no ceguinho,” devido às qualidades nulas reveladas pelos jogadores do emirato árabe.
Este comentário chegou aos ouvidos do seleccionador Luiz Felipe Scolari que, sendo brasileiro, não está ainda familiarizado com as expressões idiomáticas portuguesas e interpretou-o à letra, exigindo um jogo contra uma equipa de cegos, decidido a testar a equipa das quinas frente a todos os tipos de adversários.

De imediato, a Federação Portuguesa de Futebol entrou em contacto com a ACAPO para combinar um jogo de treino e foi informada de que a associação possuía uma equipa de futebol composta por jovens atletas invisuais que teria todo o orgulho em jogar contra a selecção nacional. Esta possibilidade foi de imediato rejeitada pelo seleccionador e, como alternativa, marcou-se um jogo com a equipa de veteranos, depois de se saber que a ACAPO não tem nenhuma equipa de futebol formada exclusivamente por cegos com as duas pernas amputadas.

O jogo em si não teve história. Os portugueses entraram ao ataque sempre por iniciativa conjunta de Simão Sabrosa, Deco e Figo. Os veteranos da ACAPO passaram a primeira parte à defesa de forma previsível, tendo consciência da diferença de valores individuais entre as duas equipas. Ao intervalo, João Couto, treinador da ACAPO, tirou Almeno e fez entrar Salvador para o meio campo, ao mesmo tempo que Óscar Peixoto subia para dar apoio ao ponta-de-lança, o que fez quando conseguiu perceber em que parte do campo este estava. As mudanças tácticas deram resultado e a ACAPO mostrou-se mais coesa no ataque, forçando a selecção a recuar para o seu meio-campo. Aos 68 minutos da segunda parte, César Cláudio, o melhor marcador do troféu Helen Keller de 1971, fez um sprint de vários metros que concluiu com um remate indefensável sem hipóteses para Ricardo e que teria sido golo se o jogador invisual não se tivesse entusiasmado demais com a corrida, entrando pela reitoria da Universidade de Lisboa dentro e desferindo o pontapé à figura do reitor, gesto que foi interpretado como protesto involuntário contra o aumento das propinas.

Scolari ainda tentou inverter a situação, substituindo Nuno Gomes por Andrea Bocelli, mas os solos do italiano na grande área não tiveram os resultados que se esperavam. No final do encontro, Scolari mostrou-se satisfeito com a exibição e congratulou-se por não ter havido assobios do público desta vez, o que se explica devido ao facto de o público ser constituído inteiramente por sócios da ACAPO que acreditavam estar a assistir a uma corrida de touros na Monumental de Santarém.

Recuar