Inépcia: s.f. (do latim "ineptia") 1-Falta de aptidão ou habilidade. 2-Imbecilidade 3-Acto ou dito absurdo.
www.inepcia.com

Mães de Bragança vingam-se e fundam casa de alterne

Um conjunto de mulheres de Bragança, que há alguns meses fundou o movimento Mães de Bragança como forma de protesto contra a proliferação da prostituição na cidade, decidiu agora mudar de táctica e lutar contra as prostitutas e alternadeiras que acusam de lhes ter roubado os maridos com as mesmas armas.

“Se não se pode vencê-las, o melhor é mesmo juntarmo-nos a elas,” explica Laurinda Avelar, administradora da discoteca Korpus recentemente adquirida pelo movimento Mães de Bragança. A Korpus é uma das mais antigas casas de alterne de Bragança, fundada nos anos 80 por um empresário do ramo da recauchutagem de pneus. Depois de um período áureo nas décadas de 80 e 90, o negócio começou a declinar com o surgimento de cada vez mais estabelecimentos do género nas proximidades. Para atrair clientes, o proprietário idealizou um show erótico em que bailarinas de peito descoberto arremessavam lulas em conserva para o público. Com a constatação do fracasso e com o internamento do proprietário numa clínica psiquiátrica, a Korpus foi forçada a fechar as portas durante anos até que as Mães de Bragança adquiriram o recinto para combater a onda de devassidão que tem arruinado a sua vida familiar e a reputação nacional e internacional da cidade trasmontana com a inauguração da primeira casa de alterne cristão do mundo.

O conceito de alterne cristão é fruto do engenho da mentora do movimento. Laurinda Avelar define-o como “o convívio com homens a troco de dinheiro e que pode assumir várias formas.” A diferença entre o alterne convencional e o alterne cristão reside nos tipos de convívio oferecidos. Enquanto que as alternadeiras tradicionais oferecem aos clientes conversas apimentadas que poderão levar a actividades mais lúbricas, no alterne cristão oferecem-se trocas de ideias acerca da Bíblia que poderão, dependendo das circunstâncias levar a actividades mais íntimas como, por exemplo, rezar o terço.

As Mães de Bragança mostram-se confiantes de que as alternadeiras cristãs conseguirão resgatar os homens da cidade à vida pecaminosa que levam. Para tal confiam nos seus dotes religiosos e no conhecimento profundo da natureza humana fruto de anos de missa. “No fundo, é bastante simples,” considera Laurinda, “Os nossos homens não conseguiram resistir à tentação dessas mulheres de má vida apenas porque não tinham outras alternativas. Quem no seu perfeito juízo trocaria umas horas de oração piedosa por alguns minutos de sexo desenfreado?”

Recuar