Inépcia: s.f. (do latim "ineptia") 1-Falta de aptidão ou habilidade. 2-Imbecilidade 3-Acto ou dito absurdo.
www.inepcia.com

Crianças da Casa Pia usadas como alvos móveis pelo exército checo

Depois da revelação do protocolo existente entre a Casa Pia e uma universidade americana que permitia a utilização de alunos da instituição como cobaias num estudo para avaliar os perigos da utilização de materiais nocivos no tratamento de cáries em troca de tratamentos gratuitos, a centenária instituição volta a estar no centro das atenções devido a um outro protocolo com o ministério da Defesa da República Checa. Ao abrigo deste acordo, as forças armadas checas podem usar alunos internos da Casa Pia como alvos móveis em exercícios militares, poupando assim nos tradicionais alvos fixos feitos de serapilheira recheada com areia. A vantagem da utilização de crianças da Casa Pia como alvos reside não apenas na mobilidade mas também no preço mais reduzido e na poupança dos stocks de serapilheira e areia daquele país da Europa Central.

De acordo com o general Miroslav Stoblacek, o homem que mediou as negociações entre o estado checo e a Casa Pia, “trata-se de uma prática relativamente comum nos exércitos modernos. Antes usávamos crianças vindas do Sudão e da Eritreia mas os órfãos da Casa Pia saem muito mais em conta.” Não vendo qualquer problema de ordem ética mesmo quando confrontado com o facto de nunca terem sido usadas crianças como alvos móveis em exercícios militares em Portugal, o general replicou que “eu disse exércitos modernos.”

A provedora da Casa Pia, Catalina Pestana, preferiu não comentar um acordo que foi assinado antes de ter assumido o cargo, limitando-se a afirmar que “as crianças sempre se divertem mais a desviar-se de morteiros, mísseis e granadas do que das investidas de pedófilos.”

Uma das crianças usadas pelo exército checo foi o cantor João Pedro Pais, antigo aluno da Casa Pia, que conseguiu sobreviver à explosão de um míssil balístico que apenas lhe danificou sem remédio as cordas vocais e lhe levou metade do cérebro. Para o cantor, “foram tempos engraçados e que gostava de repetir um dia destes. Os checos são um povo muito simpático... mesmo quando nos estão a tentar acertar com um obus.”

O ministro da Segurança Social, Bagão Félix, confirmou a existência do acordo e desdramatizou a polémica. “Não há problema nenhum na utilização de crianças como alvos em exercícios militares, apesar de isto poder não fazer muito sentido assim à primeira,” considera, lembrando ainda que “eu próprio tive uma experiência semelhante na infância. Trabalhei durante alguns verões como lebre numa reserva de caça na Chamusca, o que muito contribuiu para a minha formação como homem e como político.”

O único elemento que suscita alguma preocupação às autoridades portuguesas é o facto de a principal arma defensiva do exército checo ser um míssil terra-ar com a designação técnica “Bibi VII.”

Recuar