Inépcia: s.f. (do latim "ineptia) 1-Falta de aptidão ou habilidade. 2-Imbecilidade 3-Acto ou dito absurdo.
www.inepcia.com

Avicultores garantem que comer frango ainda é menos perigoso do que fumar

A Associação Portuguesa dos Amigos do Frango (APAF), organismo criado com o objectivo de lutar contra a onda de suspeição provocada pela utilização comprovada de substâncias cancerígenas em explorações avícolas e promover o consumo de carne de galináceos e de outras aves de capoeira, está a preparar uma campanha publicitária que terá como objectivo esclarecer o público sobre os benefícios do consumo de aves e desdramatizar os supostos riscos para a saúde.

João António Codorniz Transgénica, presidente da APAF, não hesita em desvalorizar as informações que têm vindo a público e refere a existência de uma campanha de difamação do sector. "As coisas não estão tão más como possa parecer. Algumas pessoas reagem mal à utilização de termos como cancerígeno em afirmações sobre a sua alimentação mas não podemos entrar em histeria. O tabaco também é cancerígeno e vende-se livremente," refere.

É precisamente esta a linha de argumentação seguida nesta verdadeira contra-campanha pelo bom nome do frango. A APAF encomendou vários estudos a cientistas isentos que comprovarão de forma inequívoca que comer frango, mesmo quando os animais são criados com recurso a produtos potencialmente perigosos para a saúde, continua a ser menos prejudicial do que inúmeras actividades praticadas por percentagens consideráveis da população e sem qualquer tipo de reprovação social acrescida.


"Comer frango hoje em dia pode não ser a coisa mais saudável mas continua a trazer menos problemas do que fumar, por exemplo," garante Codorniz Transgénica. Entre outras actividades apontadas como mais prejudiciais para a saúde do que comer frango, referem-se, por exemplo, fazer jogging nocturno na auto-estrada, participar em comícios de movimentos que defendam a supremacia racial dos caucasianos em Angola ou plantar beterrabas em campos minados da Bósnia-Herzegovina.


Quem já se solidarizou com esta iniciativa da APAF foi o ministro da Agricultura, Armando Sevinate Pinto, que afirmou à Inépcia: "Continuarei a comer frango como até aqui sem qualquer tipo de problema," acrescentando, no entanto que "na eventualidade muito remota de haver algum problema, qualquer português poderá fazer como eu e contratar uma equipa de paramédicos para estar presente em todas as minhas refeições."


Entretanto, personalidades ligadas à indústria tabaqueira já manifestaram o seu repúdio contra esta iniciativa pela imagem negativa que esta trará ao tabaco e prometem tomar medidas retaliatórias em associação com movimentos apologistas das vantagens das minas e outros explosivos para a agricultura.


Recuar