Inépcia: s.f. (do latim "ineptia") 1-Falta de aptidão ou habilidade. 2-Imbecilidade 3-Acto ou dito absurdo.
www.inepcia.com

Bota Botilde acusa Carlos Cruz

A mascote mais emblemática do popular concurso “1,2,3” apresentado pelo agora arguido do processo Casa Pia, Carlos Cruz, acusa o apresentador de assédio sexual cometido numa época em que a bota era ainda menor de idade, o que, a confirmar-se, poderá prejudicar a estratégia de defesa montada pelo advogado Serra Lopes.

“Foram tempos muito difíceis para mim,” recorda a Bota com esforço visível, “Como se não bastasse o efeito que o concurso tinha no meu amor próprio, ainda tive de me submeter aos avanços repelentes desse senhor.”
Para João Carlos Grunho da Silva, advogado da Bota e vice-presidente da Associação Socioprofissional de Strippers Masculinos (ASSM), “a minha cliente considera-se seriamente prejudicada pelas acções do senhor Cruz e exige compensação pelos prejuízos pessoais e até profissionais que a situação em questão lhe trouxe.”

A Bota Botilde, que hoje trabalha como mascote de uma sapataria em Vila Nova de Famalicão, queixa-se, nomeadamente, de, nos intervalos de tempo em que não estava a ser incluída no lote de prémios do concurso como prémio que ninguém queria, situação já de si deveras traumática, ser levada pelo apresentador para o seu camarim e aí ser forçada a praticar actos que refere “irem muito além daquilo que deve ser a normal relação de trabalho e amizade entre um homem e uma bota antropomórfica.”

Grunho da Silva considera que a acusação é para levar até às últimas consequências e afirmou, enquanto se despia ao ritmo da Macarena numa despedida de solteira, não ter medo de acusações de aproveitamento do mediatismo do processo Casa Pia, porque até é precisamente isso que está a fazer.

Serra Lopes, advogado de Carlos Cruz, considera que as acusações da Bota Botilde não merecem qualquer tipo de crédito até porque, nas suas palavras, “trata-se apenas de uma escultura em esferovite pintado.” Grunho da Silva contesta veementemente estas afirmações, vindo em defesa da honra da sua constituinte. “É verdade que, em Portugal, os direitos das esculturas de esferovite pintado são muitas vezes ignorados pela legislação mas não podemos permitir que esta omissão gravosa da lei seja usada para justificar atentados aos direitos fundamentais da pessoa humana, mesmo que esta seja feita de esferovite,” afirmou, lembrando ainda que um dos arguidos do processo Casa Pia, o deputado Paulo Pedroso, também é uma escultura de esferovite pintado e isso nunca o impediu de desempenhar cargos importantes na administração pública.

Quanto a Carlos Cruz, a Inépcia sabe que o apresentador não se mostra preocupado com as acusações da sua antiga colaboradora e que até está satisfeito com o decorrer do processo em que é arguido agora que conseguiu ver convertida a medida de coacção de prisão preventiva em prisão domiciliária sem vigilância policial e aguardando pela conversão desta em prisão balnear num aldeamento de luxo no Algarve que deverá estar muito próxima.

Recuar