Inépcia: s.f. (do latim "ineptia") 1-Falta de aptidão ou habilidade. 2-Imbecilidade 3-Acto ou dito absurdo.
www.inepcia.com

Câmara Municipal do Porto regida pela lei da bala

A Câmara Municipal do Porto está imersa num clima de violência digno de um western desde a vitória do FC Porto na final da taça UEFA. Rui Rio começou a vir para o escritório armado com um revólver e não tem mostrado quaisquer escrúpulos em usá-lo de forma arbitrária.

“É horrível. Estamos aterrorizados e tememos pela nossa vida,” afirma Jacinta Peixoto, funcionária municipal há mais de oito anos e que nunca, até hoje, temeu pela sua integridade física no departamento municipal de fiscalização de comprimento de canas de pesca, o seu local de trabalho. Jacinta foi baleada numa perna pelo edil por ter vindo trabalhar vestindo uma camisola em tons de azul no dia a seguir à conquista da taça UEFA pelo clube mais representativo da cidade. “Foi por acaso, eu até sou benfiquista,” lembra ainda com o horror estampado no rosto, “Ele veio a correr atrás de mim com a pistola na mão, deu-me um tiro e depois ainda teve a lata de dizer: Ó dona Jacinta, tire-me uma fotocópia da acta da reunião de ontem. Está completamente doido.”

A Inépcia já tinha noticiado o internamento de Rui Rio devido a sintomas de uma doença desconhecida que parece ser uma variante da raiva e para a qual não existe qualquer tratamento. Desde a vitória do Futebol Clube do Porto no campeonato nacional que o edil se tem comportado de modo estranho, sendo sobejamente conhecidas as relações de alguma inimizade que existem entre o autarca e a direcção do clube, no entanto, depois da final da taça UEFA, a situação agravou-se de modo alarmante.

Rui Rio deixou de ir a casa e passa os dias ou barricado no seu escritório a gritar “Digam a esses sacanas que não hei-de ceder” ou a patrulhar os corredores dos paços do concelho de arma em punho e ameaçando disparar contra todos os que se lhe atravessem no caminho.

Prova do comportamento aberrante do autarca são as novas normas que fez aprovar através de ameaças com arma de fogo e que proíbem os funcionários de usar roupa de cor azul e de referir o nome da cidade, substituindo-o pela expressão “cidade invicta” para evitar confusões com o clube homónimo.

O vereador socialista, Óscar Tavares, atreveu-se a fazer frente a Rio mas acabou baleado com dois tiros no ventre quando aconselhou calma ao presidente. Também José Perdigão, do departamento de relações exteriores da Câmara foi atingido a tiro por motivos ainda por desvendar. “Eu só lhe disse que tinham ligado a pedir para falar com ele a respeito da qualidade de algumas verduras vendidas nos mercados municipais e perguntei quando é que estava disponível para receber a DECO,” recorda, no hospital onde se encontra a recuperar dos ferimentos.

A única pessoa que consegue falar com Rui Rio é o presidente do Boavista, o seu clube de eleição. João Loureiro tem tentado convencê-lo a tirar umas férias para recuperar do cansaço dos últimos tempos mas sem sucesso.
Apesar de tudo, o Presidente da Câmara, endereçou um convite aos jogadores, direcção e equipa técnica do FC Porto para uma recepção no salão-nobre mas a inclusão no convite da frase “despeçam-se das vossas famílias antes de virem” tem levantado algumas suspeitas.

Recuar