E-zine satírico sem corantes nem conservantes

Protecção Civil promove cursos de dança da chuva para combater incêndios

O Serviço Nacional de Bombeiros e Protecção Civil (SNBPC) anunciou a intenção de promover cursos de dança da chuva para ajudar a colmatar os efeitos dos muitos incêndios florestais que, todos os anos, afectam o país com a chegada dos meses quentes. “Já que há sempre problemas relacionados com os meios tradicionais de combate a incêndios, resolvemos apostar em técnicas alternativas,” explicou João Carlos Touro Sentado, recém-nomeado xamã do SNBPC.

Os cursos serão ministrados por feiticeiros das tribos Cherokee e Navajo a elementos escolhidos entre as corporações de bombeiros, prevendo-se que cada corporação possua pelo menos um elemento habilitado a fazer a dança da chuva até ao fim de 2006. Os conhecimentos adquiridos poderão ainda ser usados fora da época de incêndios para combater situações de seca. Quanto aos custos, trata-se de uma situação vantajosa para os cofres nacionais visto que os especialistas índios aceitam ser pagos com missangas, cobertores e objectos brilhantes.

Um dos xamãs já contactados para se deslocar a Portugal, chefe Américo Touro Entrevado Martins, um dos poucos índios americanos com sangue português (fenómeno resultante das noites loucas de convívio na pradaria entre colonos portugueses e nativas) confidenciou que “Protecção Civil falar como grande águia voando sobre leito do rio seco em busca de coelho. Xamã pedir a grande espírito para trazer manadas de bisontes até eles.”

Numa notícia relacionada, as operações de limpeza das matas promovidas pela Junta de Freguesia de Santa Marta de Usucapião, concelho de Amares, foram um sucesso e a área florestal ficou protegida contra os incêndios. No entanto, a manada de bisontes que passou a correr pela vila vinda sabe-se lá de onde fez dois mortos e dezenas de feridos.

www.inepcia.com