E-zine satírico sem corantes nem conservantes

Dubai cancela festival de cinema português

O ministro da Cultura dos Emirados Árabes Unidos, Sheikh Abdullah bin Zayed Al Nahyan, anunciou o cancelamento do festival de cinema português agendado para o próximo Verão no Dubai. O anúncio veio na sequência da detenção do cineasta português Ivo Ferreira por consumo de haxixe, receando-se que a presença de outros cineastas portugueses no Emirado do Dubai pudesse trazer outros problemas. "Imagine-se um território pequeno como o do Dubai inundado de cineastas portugueses todos a fumar coisas estranhas e ilegais. Seria o caos," refere o ministro, "Além disso, podia formar-se uma nuvem estupefaciente que cobrisse todo o território e não podemos correr esse risco."

No entanto, o pesar é indisfarçável porque o povo dos Emirados Árabes Unidos sempre sentiu uma afinidade muito grande pelo cinema português. "O cinema português é exactamente como o nosso deserto," explica o Sheikh Al Nahyan, "todos gostam muito de falar dele e todos querem mantê-lo de boa saúde mas, quando alguém tem um contacto mais directo com a coisa, só quer é que acabe o mais depressa possível."

Ivo Ferreira, realizador de obras tão marcantes como "Em Volta", "O Que Foi?", "Que Horas São?" ou "Há Alguma Padaria Aqui No Bairro?", foi libertado graças ao pedido de clemência apresentado por Portugal e manifestou já vontade de adaptar a sua tragédia pessoal ao cinema, agradecendo o interesse demonstrado pelos seus concidadãos que, mais uma vez, mostram saber ser solidários com gente que não fazem a mínima ideia de quem seja.

Para apressar o processo, o ministro dos Negócios Estrangeiros, Freitas do Amaral, deu instruções à embaixada portuguesa na Arábia Saudita para enviar um dos seus funcionários ao Dubai, permitindo um acompanhamento directo do julgamento. No entanto, o enviado português foi detido pouco depois de ter chegado ao Emirado, cumprindo uma pena de quinze anos de prisão (comutáveis em decapitação) por ter entupido a sanita de uma casa-de-banho pública.

www.inepcia.com