Inépcia: s.f. (do latim "ineptia") 1-Falta de aptidão ou habilidade. 2-Imbecilidade 3-Acto ou dito absurdo.
www.inepcia.com

Serviço de Estrangeiros e Fronteiras detém traficante de metais preciosos

O SEF prendeu um indivíduo de origem africana que tentava entrar no país com documentos falsos e transportando na bagagem uma quantidade considerável de um metal precioso que tudo indica ser prata maciça.
De acordo com José Pascoal, agente do SEF destacado para o aeroporto de Lisboa, o indivíduo apresentou um passaporte português sem quaisquer indícios de ser falso mas “bastava olhara para o tipo para perceber que era. Como é que um gajo daqueles podia ser português com aquela cara de imigrante ilegal calejado? Esta gente faz tudo para enganar as autoridades competentes de um estado de direito.”

A prata encontrava-se na bagagem entre a roupa do indivíduo e outros pertences pessoais sem sequer estar dissimulada e apresentando-se sob a forma de uma rodela com gravuras e inscrições em caracteres gregos, tendo ainda uma fita que se pensa deveria servir para o indivíduo a pendurar ao pescoço se necessário. As inscrições em grego levam os especialistas do SEF a acreditar tratar-se de um artefacto arqueológico valioso que o indivíduo pretenderia vender algures em Portugal a coleccionadores de arte grega do período clássico.

Questionado acerca da possibilidade de esta detenção de um indivíduo com um passaporte que, à primeira vista, parece legítimo poder ter sido motivada por sentimentos racistas, José Pascoal considera que “Racismo? Aqui não há racismo nenhum. Tratamos a escumalha toda da mesma maneira, sejam eles pretos, ucranianos, ciganos ou monhés” e acrescenta em jeito de curiosidade que “eu até tenho uma sobrinha que casou com um monhé e nunca a critiquei mesmo depois de ela ter posto os patins a um rapaz muito ajuizado e bem na vida que tem uma oficina a meias com um tipo que é maneta. E hoje falo com o marido sem problema nenhum, apesar de nunca ir além de bom dia, boa tarde, passou bem senhor engenheiro.”
Ainda de acordo com este funcionário do SEF, a nacionalidade real do imigrante ilegal permanece por apurar porque “para mim, eles são todos iguais uns aos outros. Vamos enfiá-lo num avião para Luanda e, se não for angolano, que apanhe um táxi para casa.”

Para o ministro da Administração Interna, Daniel Sanches, que pouca gente sabe ser campeão europeu de columbofilia de fundo para deficientes, “o SEF está de parabéns pela rigor demonstrado no cumprimento das novas directivas de segurança essenciais à luta contra o terror em que o país está empenhado.”

Recuar