Inépcia: s.f. (do latim "ineptia") 1-Falta de aptidão ou habilidade. 2-Imbecilidade 3-Acto ou dito absurdo.
www.inepcia.com

Fátima Felgueiras junta-se a Saddam e Bin Laden

A autarca foragida, Fátima Felgueiras, está, ao que a Inépcia apurou junto da comunidade transformista do Rio de Janeiro, alojada num apartamento com vista para a praia onde também residem temporariamente o ex-ditador iraquiano, Saddam Hussein, e o patrono do terrorismo internacional, Osama Bin Laden.

Esta notícia, um exclusivo “Inépcia-Primadonna Transgender Magazine”, resulta de um trabalho intenso de investigação jornalística motivado por uma denúncia do padre Frederico Cunha, desejoso de voltar à ribalta nos media portugueses mas como nós não estamos cá para fazer favores a ninguém, não vamos voltar a falar nele no resto do texto.

O apartamento que aloja os três foragidos, recorde-se que tanto Saddam como Bin Laden são procurados pelas autoridades americanas, é propriedade de um empresário português emigrado no Brasil que fez fortuna com um negócio de aluguer de chouriças alentejanas para solteironas solitárias (higiene garantida) e que é conhecido pela falta de critério na escolha das suas amizades.

O empresário, de nome Arlindo Cunha e natural de Viseu, já admitiu ter alojado Fátima Felgueiras e os outros dois amigos, mas nega qualquer tipo de responsabilidade criminal ou moral. “São três grandes amigos que conheci quando fiz catering para um congresso da Federação Internacional de Gente Prepotente e, que eu saiba, não são procurados pelas autoridades brasileiras e até têm nacionalidade brasileira com excepção do Osama que, como se sabe, nasceu no Paraguai,” afirmou.

Fátima Felgueiras pretenderá permanecer no Brasil na companhia de Saddam e Bin Laden até que prescrevam os crimes de que foi acusada ou até ser absolvida por falta de provas. Enquanto isso não suceder, a Inépcia sabe que a ex-autarca felgueirense está a ensaiar um número de music-hall com estreia agenda para breve com música de Saddam Hussein e coreografia de Bin Laden e que terá como título “Sacos Azuis Há Muitos.” Os textos estão a cargo do general Augusto Pinochet.
Entretanto, a mulher que conseguiu tirar o Iraque e a pneumonia atípica do primeiro lugar do top dos assuntos mais populares do momento, prepara-se para divulgar mais uma carta aberta a que a Inépcia teve acesso. Num dos parágrafos mais emotivos, Fátima volta a declarar a sua inocência e apela às “pessoas de bem” para que “continuem a lutar pela minha (dela) inocência e vão-me mantendo a par dos desenvolvimentos por carta enviada para: Fátima Felgueiras, Rio de Janeiro, Brasil (não se preocupem que ela há-de cá chegar).”

Recuar