Inépcia: s.f. (do latim "ineptia") 1-Falta de aptidão ou habilidade. 2-Imbecilidade 3-Acto ou dito absurdo.
www.inepcia.com

Homossexualidade obrigatória a partir de 2006

A homossexualidade, tendência para sentir atracção física e sentimental por pessoas do mesmo sexo, passará a ser obrigatória a partir de Janeiro de 2006, segundo anunciou um porta-voz do ministro da Presidência, Nuno Morais Sarmento, que não é responsável por esta área mas que, como ninguém sabe o que faz ao certo um ministro da Presidência, se viu forçado a lidar com ela.

Esta medida destina-se a acabar de vez com a exclusão social de que são vítimas os homens e mulheres que seguem uma orientação sexual diferente da maioritária. Já há muito tempo que a exclusão sexual era uma preocupação do primeiro-ministro, Durão Barroso que afirmou que "Não podemos tolerar que, em pleno século XXI, continue a haver pessoas que são discriminadas pelo simples facto de serem homossexuais."

Assim, todos os heterossexuais deverão "converter-se" obrigatoriamente à homossexualidade até ao primeiro dia do ano 2006. Já em 2004, terá início um período de habituação em que coexistirão os dois regimes, homo e heterossexual, visando suavizar a transição de um modo de vida para o outro.
Questionado acerca da influência desta decisão no normal crescimento da população portuguesa, a dra. Bárbara Matias do Instituto Nacional de Genética piscou-nos o olho e comentou: "para mim, não vai ser problema nenhum. Estão a perceber?"

A própria palavra "homossexual" e derivados será abolida, visto deixar de fazer sentido, uma vez que a homossexualidade passará a ser a regra e não excepção. Outro tipo de palavras será tido em conta pela legislação. Assim, epítetos dirigidos aos homossexuais no período intolerante que vivemos serão revertidos para os heterossexuais, ou seja, qualquer jovem adolescente apanhado a beijar a namorada atrás do ginásio da escola poderá ser apelidado de "paneleiro", "maricas" ou até "bichona doida" pelos colegas, pais e professores com o apoio das autoridades.
Resta acrescentar que, a partir de 2006, a heterossexualidade será criminalizada e punida com pena mínima de 37 anos de prisão e trabalhos forçados nas minas de sal-gema e de volfrâmio.

Nota: Para os leitores mais antigos, poderá parecer que este texto já foi publicado numa edição anterior da Inépcia com algumas alterações. Isto deve-se a perturbações mentais sérias e não corresponde de todo à realidade.

Recuar