Inépcia: s.f. (do latim "ineptia") 1-Falta de aptidão ou habilidade. 2-Imbecilidade 3-Acto ou dito absurdo.
www.inepcia.com

Hooligans portugueses integrados na PSP durante Euro 2004

Fazendo face às preocupações com a capacidade dos portugueses para manter a segurança durante o Euro 2004, o ministério da Administração Interna anunciou que a PSP vai recorrer aos serviços dos hooligans portugueses para controlar a ameaça dos hooligans estrangeiros que nos visitarem.

Está já a decorrer um programa de selecção de hooligans nas claques dos principais clubes portugueses orientado por uma equipa de psicólogos da PSP treinados para reconhecer à distância indivíduos com instintos violentos e capazes de agredir o seu semelhante a pontapés nos dentes e cabeçadas na virilha por dá cá aquela palha. Os elementos assim seleccionados serão integrados numa unidade da Polícia de Segurança Pública formada propositadamente para o Euro, o DVG (Destacamento de Violência Gratuita), orientado por agentes com longa experiência no campo da agressão injustificada provenientes do corpo de intervenção.

O DVG entrará ao serviço uma semana antes do início do torneio depois de dois dias de treino físico, o tempo reduzido explica-se pelo facto de os seus elementos terem já uma propensão natural para o confronto com hooligans, e de cinco meses de formação específica em que lhes será explicado com recurso a técnicas pedagógicas avançadas e choques eléctricos que devem agredir apenas os hooligans estrangeiros e não os colegas do destacamento ou os transeuntes e que pilhagens de supermercados e destruição de montras só são justificáveis em circunstâncias muito especiais.

Para o ministro da Administração Interna, Figueiredo Lopes, “esta iniciativa é mais um sinal do esforço indesmentível que está a ser feito pelo Governo em conjunção com as forças de segurança e com a organização do Euro 2004 para assegurar que tudo correrá bem e que não se repetirão os incidentes de outros campeonatos europeus.” A confiança no sucesso do DVG explica-se por dois factores concordantes. Por um lado, resolve-se o problema da falta de efectivos da PSP e da GNR para controlar os grupos de adeptos violentos que costumam acompanhar algumas selecções e causar distúrbios, por outro, coloca-se de parte a preocupação com o comportamento dos hooligans portugueses que assim poderão dar um contributo válido para a manutenção da ordem.

Até agora, os trabalhos têm decorrido com a normalidade esperada. O único incidente relaciona-se com uma recusa dos hooligans seleccionados nas claques do Benfica e Sporting em vestir a farda azul da PSP.

Recuar