E-zine satírico sem corantes nem conservantes

Aqueles brasileiros são levados da breca, pá

José Castelo Branco e as estranhas notícias publicadas no Brasil

O assunto do dia do "mundo do social" (designação abrangente do conjunto de fenómenos de índole paranormal-patética habitualmente noticiados pela imprensa cor-de-rosa e de tons mais acastanhados) tem sido a visita de José Castelo Branco ao Brasil a convite da Rede Record, estação de televisão propriedade da Igreja Universal do Reino de Deus, e os alegados insultos à esposa do senhor. A bem da verdade, aqui fica um pequeno esclarecimento.

Isto foi, mais ou menos, o que a "imprensa" portuguesa noticiou: (o Correio da Manhã, por exemplo, fê-lo aqui nos termos que a seguir se reproduzem):

Site brasileiro arrasa com Conde

José Castelo Branco chegou ontem ao Brasil, a convite da estação de televisão Record, para abrilhantar alguns programas do canal. O conhecido humorista Tom Cavalcante vai, inclusive, recriar o personagem do ‘conde’ num ‘sketch’ para o seu programa ‘Show do Tom’, repetindo o que fizera na gala comemorativa da inauguração das instalações da estação em Lisboa. Mas, a estada do ‘marchand’, no país irmão, não passou desapercebida à Imprensa local e até vem referenciada, de forma pouco elogiosa, no ‘site’ ‘www.babado.com.br’. A notícia da visita do antigo recruta da ‘1.ª Companhia’ ao Brasil é digna de registo e prova que a sua fama atravessou o oceano pois, de acordo com o referido ‘site’, “Zé, como era chamado no ‘reality show’, também é conhecido pelas inúmeras polémicas nas quais se envolve”. O ‘site’ brasileiro recorda que, após sagrar-se vencedor da primeira edição da ‘Quinta das Celebridades’, “disse que usaria parte dos 50 mil Euros do prémio para a reanimação do cérebro da sua esposa, a joalheira americana Betty Grafstein, de 197 anos de idade, que não dá sinais de qualquer tipo de actividade desde 1969”. A mesma notícia explica que “o tratamento é feito à base de choques eléctricos, extracto de abacate, banhos de lama aquecida e acepipes de caviar e tem uma taxa de sucesso de 82%”. Segundo o ‘Babado’, “a outra parte do dinheiro foi usada para pagar uniformes novos, desenhados pelo costureiro Jean-Paul Gaultier, um dos mais caros do mundo, para a criadagem de sua de casa”. No texto pode ler-se ainda: “O que sobrasse seria para pagar um banho de platina integral a seu corpo e uma cirurgia plástica que lhe removeria os dedos dos pés, que sempre achou desnecessários e nojentos.” Paula Bobone, amiga do casal Castelo Branco/Grafstein, acha que a imagem do ‘conde’ vai sair “valorizada” com esta “interpretação subliminar das afirmações do Zé”. “Não conheço o ‘Babado’, mas acho que essa notícia tem a maior das graças e vai satisfazer os críticos do Castelo Branco em Portugal que ronda os 50 por cento da população”, refere Paula Bobone. A escritora adianta que “os brasileiros são muito mais criativos que nós e têm um sentido de humor muito apurado”. “Os que odeiam Castelo Branco ficarão babados de alegria e os que lhe acham graça ficam igualmente satisfeitos. Contenta a todos. É preciso é dizer as coisas com humor”, conclui.

Depois há o outro lado da questão. Que é este:

José Castelo Branco usa prémio da Quinta das Celebridades para reanimar cérebro de Betty Grafstein parado há 35 anos

José Castelo Branco, marchand de jóias e único exemplar vivo da maior espécie de periquito conhecida pela zoologia, pretende investir os 50 mil euros do prémio pela vitória no reality-show da TVI, “Quinta das Celebridades” na reanimação do cérebro da sua esposa, a joalheira americana Betty Grafstein de 197 anos de idade que não dá sinais de qualquer tipo de actividade desde 1969.

“As pessoas não sabem disto porque acho que o privado não tem comentário mas a minha Betty não é tão jovem como parece e já não tem o fulgor e a frescura de ideias de quando começou a sua carreira internacional a fazer jóias para a filha do presidente americano Thomas Jefferson,” explica o marchand.
O motivo principal da participação de José Castelo Branco na “Quinta das Celebridades” foi precisamente a angariação de fundos suficientes para pagar um tratamento muito dispendioso na mesma clínica suíça a que o Vaticano recorre de dois em dois meses para reanimar o cérebro do papa João Paulo II. O tratamento é feito à base de choques eléctricos, extracto de abacate, banhos de lama aquecida e acepipes de caviar e tem uma taxa de sucesso de 82%.

O dinheiro que não for aplicado no tratamento de Betty será usado para pagar fardas novas desenhadas pelo costureiro Jean-Paul Gaultier de propósito para a criadagem “lá de casa.” “Foi uma coisa que sempre quis fazer mas que nunca pude porque vivo do meu dinheiro e do meu trabalho e é um dos costureiros mais caros do mundo,” explica, “Mas desta vez, espero que consiga umas fardas como deve ser para o meu Pilas (o mordomo), para o meu Reinaldo (o massagista), para a minha Xiribitá (a cozinheira) e para a minha Pachachette (o motorista).” Existe ainda a possibilidade de sobrar alguma coisa para pagar um banho de platina integral ao corpo do marchand e uma cirurgia plástica que lhe removeria os dedos dos pés, que sempre achou “desnecessários e uma nojeira.”

Quanto à sua amizade com o actor brasileiro Alexandre Frota, outro concorrente da “Quinta” de quem Castelo Branco se tornou próximo, garante que continuará a conviver com ele sempre que possível e prometeu já dar-lhe todo o apoio no seu novo projecto que, ao que a Inépcia apurou, será o próximo filme de Steven Spielberg, uma megaprodução ainda sem nome sobre uma invasão do planeta por extraterrestres em que Frota fará o papel de sonda anal.

(publicado a 7 de Janeiro de 2005)

Posto isto, resta apresentar os cumprimentos a todas as partes envolvidas pela aparente apreciação positiva do texto referido e, em especial à "escritora" Paula Bobone pelos comentários relativos à criatividade e sentido de humor apurado dos nossos irmãos brasileiros. Foi muito legal, viu? Você é muito bacana, Paula.

Espera-se também que, revelado que está o sentido de humor apurado da senhora, aprecie de igual forma a sua referência neste outro texto. Afinal, os 80% da população que não gramam Paula Bobone não podem estar enganados.

www.inepcia.com