E-zine satírico sem corantes nem conservantes

Manuel Monteiro disfarça-se de Manuel Alegre e recolhe assinaturas para candidatura presidencial

O ex-líder do CDS, actual líder do PND e exemplo vivo de que há gente incapaz de perceber quando deve desistir, Manuel Monteiro, voltou a fazer mais uma tentativa para regressar à ribalta da vida política nacional, desta vez com uma candidatura à Presidência da República.

No entanto, a estratégia que adoptou é algo invulgar e poderá até ser vista como desleal por alguns analistas menos abertos à inovação. Talvez por começar a suspeitar que os portugueses já não querem dizer nada ao Manel e que a sua cara é tão capaz de conquistar votos como o focinho de uma toupeira atropelada, Monteiro foi visto numa rua de Coimbra, envergando uma barba postiça muito pouco convincente e o que parecia ser uma almofada enfiada por baixo da camisa, fazendo-se passar por Manuel Alegre e pedindo assinaturas para uma candidatura presidencial.

Sempre que alguém o reconhecia, negava a pés juntos ser Manuel Monteiro, tentava engrossar a voz e ameaçava fazer ali mesmo umas quadras em redondilha dedicadas a Luís Figo ou ao seu fiel perdigueiro, Salgado Zenha, para convencer os mais cépticos.

No caso de esta estratégia falhar o objectivo de devolver Monteiro à ribalta política nacional, restar-lhe-á uma única alternativa. Correr em pelota pelas ruas das várias capitais de distrito com um megafone que usará para partilhar os seus comentários políticos com a população em geral. E o desespero é bem capaz de levar um homem a cometer as maiores loucuras.

www.inepcia.com