Inépcia: s.f. (do latim "ineptia") 1-Falta de aptidão ou habilidade. 2-Imbecilidade 3-Acto ou dito absurdo.
www.inepcia.com

Portugueses podem contar com novo partido

Portugal tem um novo partido. Trata-se do PNSP-ANA (Partido Não-Suspeito de Pedofilia-Aliança Não-Arguida), uma força política recém-formada e que promete restabelecer o respeito perdido dos cidadãos pelo sistema democrático gasto por tanto escândalo seguido.

O presidente do PNSP-ANA é Faustino Cavaco, criminoso regenerado, que aceitou dar a cara por um “movimento de cidadãos que podem ser desonestos mas pelo menos assumem-se como tal e não tentam enganar ninguém.”

Da lista de militantes fundadores fazem parte outras personalidades célebres como o Capitão Roby, os herdeiros de Dona Branca, a conhecida “banqueira do povo”, José Esteves, Otelo Saraiva de Carvalho, o antigo inspector da PIDE, Rosa Casaco e o humorista/cantor Badaró. De acordo com a direcção do novo movimento, Badaró foi convidado para não transmitir a ideia de que o PNSP-ANA é um partido só para pessoas que tiveram problemas com a justiça.

No manifesto de fundação do PNSP-ANA, pode ler-se, por exemplo, que “o partido pretende ser a resposta para todos aqueles que deixaram de acreditar nas forças políticas tradicionais e desejam confiar o seu voto a um partido que garanta que os representantes eleitos não serão presos por envolvimento em redes pedófilas nem fugirão para países tropicais para evitar ter que prestar contas à justiça até porque ou já pagaram pelos seus crimes ou foram ilibados (com a excepção de Badaró que ainda tem de explicar o que lhe passou pela cabeça para criar o chinesinho Limpopó).”

Faustino Cavaco está seguro de que o partido será recebido de braços abertos pelos cidadãos eleitores porque “um dos principais motivos que levam o cidadão comum a desconfiar da classe política é a permanente suspeita de desonestidade. No nosso caso, somos todos desonestos assumidos mas como já tivemos problemas com a justiça não queremos voltar a ter, o que garante a nossa honestidade no desempenho dos cargos que nos forem atribuídos.” Este argumento poderá não fazer muito sentido para a maior parte de nós mas os dirigentes do PNSP-ANA garantem que tudo ficará esclarecido quando “metade da classe política portuguesa estiver presa ou foragida. Vamos parecer muito mais coerentes nessa altura.”

O primeiro comício do PNSP-ANA está marcado para o mês de Julho e terá lugar em frente à sede da Polícia Judiciária em Lisboa. Tudo para provar de forma inquestionável que os militantes do partido não receiam as autoridades. Badaró não estará presente por motivos de saúde.

Recuar