Inépcia: s.f. (do latim "ineptia") 1-Falta de aptidão ou habilidade. 2-Imbecilidade 3-Acto ou dito absurdo.
www.inepcia.com

Obra integral de Margarida Rebelo Pinto editada em papel absorvente

A Oficina do Livro está a preparar uma edição da obra completa da escritora Margarida Rebelo Pinto impressa em papel absorvente como parte de uma nova colecção pensada propositadamente para o período de crise económica em que vivemos. De acordo com o general Manuel Noriega, ex-ditador do Panamá, ex-operacional da CIA e presidente da editora actualmente a cumprir uma pena de prisão nos Estados Unidos, “com a situação que se vive em Portugal, os livros tornam-se um bem quase dispensável para a maior parte das pessoas e essa situação resulta do facto de serem uma coisa que se lê e se põe de parte, não existindo incentivo à compra. Foi por isso que pensámos em editar livros multifuncionais que não servissem apenas para ler.”

Para inaugurar este conceito revolucionário de livros utilitários, a escolha recaiu obviamente sobre uma das autoras mais bem sucedidas da Oficina, Margarida Rebelo Pinto, que já se mostrou favorável à iniciativa. “Por mim pode ser,” afirmou, acrescentando que “não acham que as minhas pernas estão cada vez mais formidáveis? Estou a pensar mandar fazer uma réplica em cera para mandar para o Museu Britânico.”

“Não Há Coincidências” será o primeiro título a ser impresso em papel absorvente, devendo estar nas lojas no final de 2004. A demora explica-se pelo facto de ser consideravelmente mais difícil a impressão neste tipo de papel que tem tendência para absorver a própria tinta, transformando os livros de Margarida Rebelo Pinto numa grande borrada.
Na contracapa de cada volume, virão indicadas sugestões de utilização como, por exemplo, limpeza de superfícies, utilização como guardanapo ou lenço, embrulho de sandes ou, até mesmo, a leitura, existindo a hipótese de cada qual usar as páginas macias, de folha dupla e destacáveis dos livros para os fins que ache mais indicados.

Simultaneamente, estão em estudo reedições em formato utilitário de outros autores da Oficina do Livro. Fala-se já de uma edição em madeira maciça de “Não te deixarei morrer, David Crocket” de Miguel Sousa Tavares que poderá ser usada como pisa-papéis ou base para picar alhos ou uma edição de “Confissões de um sportinguista” de Eduardo Barroso com as letras removidas e substituídas por linhas horizontais que permitirão a utilização como caderno escolar.

Recuar