Inépcia: s.f. (do latim "ineptia") 1-Falta de aptidão ou habilidade. 2-Imbecilidade 3-Acto ou dito absurdo.
www.inepcia.com

Pastores de Felgueiras avistam Fátima

Três pequenos pastores de Felgueiras avistaram a ex-autarca Fátima Felgueiras nos arredores da cidade quando recolhiam os seus rebanhos ao fim do dia. Esta notícia passaria despercebida se não fosse público que Fátima fugiu para o Brasil devido a uma alergia incurável a grades de ferro e não voltou a pôr os pés na terrinha desde então. As coisas tornam-se ainda mais inusitadas quando as três crianças garantem que a presidente foragida estava envolta num brilho fantasmagórico e flutuava alguns centímetros acima de uma pequena moita.
As autoridades já desmentiram o sucedido, garantindo que se trata de uma impossibilidade científica ver alguém que está a quilómetros de distância a flutuar sobre o que quer que seja porque isso contraria não apenas o senso comum mas também a lei da gravidade.

No entanto, as crianças mantém a sua versão. “Estávamos à espera que as ovelhas acabassem de pastar e a cheirar cola quando, de repente, ouvimos uma voz que dizia: Estou inocente. Estou inocente. Fomos ver e era ela,” conta Tomé de 10 anos, o mais velho do grupo.

Tatiana de 8, irmã de Tomé, e Sara de 13, não ouviram qualquer voz mas viram a estranha aparição em todo o seu esplendor sobrenatural. “Era a nossa presidenta,” recorda Sara, “estava vestida com um casaco de peles que brilhava e tinha brincos a condizer com o colar e com os anéis.” Tatiana acrescenta que a “senhora Fátima” tinha calçados “uns sapatos de verniz com aplicações de rubi.”

“Disse-nos que continuássemos a lutar pela sua inocência e que espalhássemos a palavra pois seríamos recompensados com novas rotundas e pavilhões desportivos quando ela voltasse,” lembram os três pastores em uníssono. Depois, a figura que se identificou como “senhora doutora Fátima” disse que tinha de regressar ao sítio de onde viera mas ainda teve tempo para pedir trocos aos pastores que lhe deram de bom grado o pouco dinheiro que tinham nos bolsos. “Disse que era para ajudar a campanha,” afirmam. Para provar a sua identidade, a “senhora doutora Fátima” prometeu que todos os meses no dia 7 fará surgir uma nova urbanização não licenciada no concelho de Felgueiras.

Fátima Felgueiras ainda não se pronunciou acerca deste fenómeno curioso mas o seu advogado, o carismático Paulo Ramalho, negou que a sua cliente se tenha deslocado a Portugal para flutuar sobre moitas e culpou o sistema judicial português por permitir “este tipo de boato salazarista.”

Quem parece ter recebido de braços abertos o fenómeno foi a Igreja Católica. Ao que a Inépcia apurou, está em estudo a construção de um santuário semelhante ao de Fátima em Felgueiras para culto daquela a quem já chamam “Nossa Senhora dos Dinheiros Mal Parados.” Na basílica do santuário, não haverá imagens de São Francisco de Assis pelo sim, pelo não.

Recuar