E-zine satírico sem corantes nem conservantes

 

Boas entradas e melhores saídas

Retrospectiva 2007

Mais uma vez, seguindo uma tradição que remonta ao longínquo ano de 2005 (Lembram-se? Bons tempos aqueles!), a Inépcia volta a apresentar a sua retrospectiva do ano vindouro, ciente de que não vale a pena esperar um ano inteiro para conhecer os principais eventos do país e do mundo. Desta vez, a retrospectiva foi feita após consulta com o Professor José António “Abubakar” Pires, vidente africano por vocação, algarvio por nascimento.


Janeiro

O novo ano começa como terminou o anterior, ou seja, em contestação social. As ruas das principais cidades do país enchem-se com manifestações de todos os cidadãos que não são funcionários públicos, exigindo igualdade de tratamento e o direito a trabalhar só até às 4 da tarde, ter promoções automáticas, serviços de saúde e de reforma específicos, entre outros benefícios. Após duas semanas de paralisação do sector privado, o Governo anuncia que todos os cidadãos portugueses passam a ser funcionários do Estado à nascença e com contrato vitalício. O Sindicato dos Recém-Nascidos da Função Pública do Sul e Ilhas marca a sua primeira paralisação para o dia seguinte.

Fevereiro

O referendo ao aborto volta a desiludir com uma participação que, de forma inusitada, atinge os valores negativos. Os -18% de eleitores que votaram não são suficientes para que o referendo seja vinculativo e todos os partidos com representação parlamentar concordam que é melhor esquecer o assunto. No entanto, a lei é alterada de qualquer forma e falar em referendos passa a ser crime punível com prisão até doze semanas.

Março

Saddam Hussein é enforcado em Bagdad após ter sido condenado por crimes contra a humanidade. No entanto, o ex-ditador sobrevive à execução e, seguindo um preceito milenar da lei islâmica, é libertado e amnistiado. Acaba por emigrar para Nova Iorque onde obtém a nacionalidade americana e ganha a vida a conduzir um dos táxis da empresa de transportes fundada por um nonagenário Augusto Pinochet em sociedade com Manuel Noriega (por procuração). No mesmo mês, um grupo de cientistas prova que Deus existe e é apreciador de piadas de mau gosto.

Abril

A RTP decide aproveitar as comemorações do 25 de Abril para anunciar que o vencedor da votação para “maior português de sempre” foi António de Oliveira Salazar. Como consequência da agitação provocada pela revelação, o Estado Novo é restaurado e Francisco Louçã aceita a nomeação para Presidente do Conselho. Respondendo a algumas manifestações de surpresa, o novo líder explica que sempre foi coerente e que, se o avaliaram mal, a culpa não poderá ser sua, aproveitando para condenar todo o grupo parlamentar do CDS ao exílio no Cacém. O historiador José Hermano Saraiva morre dois dias depois vitimado por um ataque fulminante de euforia.

Maio

O Gondomar Sport Clube vence a Superliga após uma série de resultados impressionantes. O facto de a equipa militar na Liga de Honra leva vários juristas nacionais a achar que talvez seja boa ideia revelar mais empenho no processo “Apito Dourado.”

Junho

A SIC anuncia o noivado de Luciana Abreu, a Floribella da televisão, com Noddy, figura igualmente querida da pequenada. O casal faz capas de revista durante semanas até o diário “24 Horas” anunciar problemas conjugais, insinuando que Luciana se recusa a concretizar a relação por receio das dimensões colossais do membro viril do simpático gnomo. O noivado é desfeito e Noddy vê o seu desgosto consolado por uma benemérita Merche Romero.


Julho

Osama bin Laden é capturado numa operação conjunta dos serviços secretos americanos em parceria com agentes britânicos e italianos. No entanto, ninguém consegue explicar de forma convincente o que o líder terrorista fazia num casino de Monte Carlo a jogar bacará ladeado por beldades. Os jornais noticiam que a localização foi facilitada pela recusa do mentor da Al-Qaeda em aceitar que o turbante não combinava com o smoking de alta-costura.

Agosto

O Governo apresenta um plano infalível de erradicação dos incêndios florestais encomendado a um especialista finlandês e mantido em segredo absoluto (até mesmo do primeiro-ministro). Ao segundo diapositivo pago a peso de ouro que explicava o revestimento metódico de todas as árvores do país com amianto aplicado por pequenos esquilos amestrados, os convidados presentes começam a debandar e há quem ouça José Sócrates exclamar um “Ora porra!” O especialista finlandês aproveitou o dinheiro para enriquecer a sua colecção de bolas de cotão e pagar dívidas a uma clínica psiquiátrica de Helsínquia.

Setembro

O processo Casa Pia chega finalmente ao fim quando, após impasse prolongado, o colectivo de juízes pede aos arguidos culpados de abuso sexual de menores para levantarem o braço. O único a fazê-lo é Bibi que acaba também por ser libertado como prémio pela sinceridade.

Outubro

Fidel Castro morre aos oitenta anos após doença prolongada, sendo substituído pelo irmão, Raúl. O novo líder cubano procede a uma aproximação gradual com os Estados Unidos, conseguindo a normalização das relações diplomáticas e o levantamento do embargo. Com o fim do diferendo que durava desde a década de 60, as várias centenas de milhar de cubanos refugiados em território americano regressam a Cuba, decididos a contribuir para a construção de um país próspero e moderno. A ilha não resiste ao aumento súbito da população e afunda-se nas águas azuis do Mar das Caraíbas para nunca mais ser vista. O lema “Marxismo-Leninismo ou Morte” nunca pareceu tão adequado.

Novembro

As normas de segurança da aviação comercial voltam a ser modificadas quando, depois da proibição do transporte de líquidos e subsequente obrigação de despir integralmente os passageiros antes do embarque, os aviões passam a levar apenas bagagem, ficando proibido o transporte de seres humanos. As companhias aéreas asseguram ligações alternativas por autocarro e, para manter a ilusão do voo, os passageiros não podem abrir as janelas, usar aparelhos electrónicos e a apreensão característica das viagens aéreas é assegurada pelo visionamento constante de imagens dos campos de concentração nazis (substituídas no caso da TAP por vídeos de Teresa Guilherme na praia).

Dezembro

É anunciado o lançamento do Programa Espacial Português para que os portugueses do século XXI possam seguir as pisadas dos seus antepassados da era dos descobrimentos e dar novos mundos ao mundo. O astronauta João Cabral assume a responsabilidade de capitanear a primeira missão tripulada ao Brasil.

www.inepcia.com