Inépcia: s.f. (do latim "ineptia") 1-Falta de aptidão ou habilidade. 2-Imbecilidade 3-Acto ou dito absurdo.
www.inepcia.com

Televisões juntam esforços para fundar Canal Sentimento

Portugal poderá contar em breve com um novo canal temático, mais um dos muitos que têm surgido nos últimos anos mas com a particularidade de resultar de um esforço conjunto da RTP, da SIC e da TVI. O novo canal chamar-se-á “Canal Sentimento” e assume-se, de acordo com os seus mentores, como “resposta à sentimentalidade inerente dos portugueses que raramente encontram uma plataforma para a expressão dessa sentimentalidade.”

O director do Canal Sentimento, apresentado na morgue do Hospital de Santa Maria em Lisboa depois de um concerto do coro de choros convulsivos dos Bombeiros Voluntários de Lamechas do Cávado, será Cristina Caras Lindas, alguém que fez chorar mais pessoas em Portugal do que a guerra colonial, incluindo-se aqui as incontáveis dezenas de admiradores que choraram quando a apresentadora decidiu tentar uma carreira televisiva na vizinha Espanha e as centenas de milhar que choraram ainda mais quando voltou.

“Vai ser um canal feito a pensar nas pessoas que sofrem e que têm prazer nisso, nas pessoas que choram por tudo e por nada e também em todos aqueles que, por esse país fora, sentem prazer com o sofrimento alheio,” afirmou a directora, esticando o braço direito para poder mover os músculos faciais, a única maneira de conseguir falar depois da cirurgia plástica a que se submeteu recentemente.

A ideia surgiu com a constatação dos meios que cada um dos canais despende para assegurar coberturas em directo de funerais, doenças terminais de celebridades ou de gente anónima, acidentes de viação, velórios, calamidades naturais ou catástrofes várias. Concentrando esforços num único canal, alivia-se a carga sobre cada uma das empresas, permitindo usar os meios técnicos e profissionais assim libertados, bem como o dinheiro poupado, para produzir programas de qualidade destinados aos vários públicos-alvo: os emigrantes sexagenários (RTP 1), os adolescentes e jovens adultos com problemas de álcool e alfabetização (SIC), os deficientes profundos (TVI) e as pessoas com curso superior de ambos os sexos que sonham dormir na mesma cama que Anabela Mota Ribeiro (RTP 2).

Quanto à programação, promete-se variedade, qualidade e, acima de tudo, muita pieguice para todos os gostos. Para já, promete-se a transmissão de, pelo menos, um funeral por semana e dois velórios. Aos Sábados, Conceição Lino terá a seu cargo o magazine semanal “Ai senhor doutor...” que dará a conhecer as lamúrias mais poéticas e as maleitas mais originais. Para o primeiro programa, está agendada a visita de Laurinda do Carmo, uma dona de casa natural de Mangualde a quem foram diagnosticadas sete doenças de ossos diferentes, problemas gástricos e do foro urinário e que, ainda por cima, é casada com um alcoólico desempregado que lhe bate e tem um filho toxicodependente homossexual que se prostitui para conseguir dinheiro para pagar uma operação de mudança de sexo. Outro dos momentos altos da grelha do Canal Sentimento serão as noites de Terça-feira com a série “A Ilustre Casa de Ramires,” de Moita Flores com a colaboração de Eça de Queirós e que será a primeira grande produção televisiva inteiramente protagonizada por actores com deficiências do foro físico.

Confrontada com as vozes discordantes que acusam os mentores do Canal Sentimento de estarem só a tentar arranjar mais uma maneira de ganhar dinheiro à custa da desgraça alheia, transformando o sofrimento humano num género televisivo, Cristina Caras Lindas considera que “não é nada disso. Agora não me obriguem a falar mais que já me dói o braço.”

Recuar