E-zine satírico sem corantes nem conservantes

Marcelo Rebelo de Sousa convidado para fazer comentários no Sexy Hot

O popular político/professor de Direito/instrutor de kickboxing para paraplégicos, Marcelo Rebelo de Sousa, parece cada vez mais dedicado à carreira de comentador televisivo, tendo aceitado um convite do canal brasileiro para adultos, Sexy Hot, para enriquecer uma rubrica de comentário político que será apresentada em breve.

Para o director de programas do Sexy Hot, Valdaír Tesão de Mascarenhas, “esta aposta na inclusão de comentários políticos na programação do nosso canal pretende fidelizar novos públicos entre pessoas que se aborrecem com uma cena tórrida envolvendo duas lésbicas numa banheira mas salivam de prazer lúbrico quando vêm o sorriso escancarado de Cavaco Silva.” Outro objectivo será melhorar a reputação do Sexy Hot, visto que um dos principais problemas dos canais para adultos é medir as audiências quando os espectadores mais fiéis negam sê-lo.

Os comentários de Marcelo serão incluídos num programa semanal com o título “Prós e Con(tr)as,” uma paródia ao título de um programa da RTP feita com autorização da televisão pública que também autorizou o professor a romper o seu contrato de exclusividade visto que o Sexy Hot ameaçou divulgar fotografias comprometedoras do que acontece todas as quintas à noite na sede da RTP, envolvendo vários funcionários, um rebanho de ovelhas tosquiadas, um carregamento de fruta tropical e um anão marroquino com problemas hormonais. A apresentação estará a cargo de três figuras consagradas da pornografia brasileira, Rita Perereca, Flávia Felácio e Gilsson Bacamarte, nomes conhecidos de quem tenha visto filmes como “Orgia na Amazónia 2,” “O Pinto Corcovado,” “Orgia na Amazónia 3” ou “Madre Teresa de Calcutá, uma história de devoção.”

O programa contará ainda com um painel de convidados que, todas as semanas, discutirá temas relacionados com a actualidade mundial como “o sexo na guerra do Iraque,” “o sexo durante um tsunami,” “o sexo durante outras catástrofes naturais” ou mesmo, numa altura em que se fala cada vez mais da sucessão de João Paulo II, “o sexo no colégio cardinalício.” Os convidados e os moderadores estarão nus e distribuir-se-ão por vários pontos de uma grande superfície acolchoada. Marcelo Rebelo de Sousa estará sentado numa secretária à parte e irá comentando, dando notas e sugerindo leituras enquanto o painel se encontrar ocupado com a discussão em várias posições e várias vezes consecutivas.

“Sou uma pessoa de horizontes abertos,” confidencia o professor, explicando o motivo que o levou a aceitar este novo desafio, “a pornografia pode não ser muito bem vista mas permite-me atingir um público que precisa de ser motivado para a participação na vida pública até porque devem passar o tempo em casa a fazer indecências e nem sequer saem para votar.” Quanto à possibilidade de se sentir chocado pelo calor do debate, Marcelo é peremptório. “Quem está habituado às noites loucas de Celorico, está preparado para tudo,” afirmou.

www.inepcia.com