Inépcia: s.f. (do latim "ineptia") 1-Falta de aptidão ou habilidade. 2-Imbecilidade 3-Acto ou dito absurdo.
www.inepcia.com

Governo adopta Serviço Nacional de Saúde do 3º Reich

O ministro da Saúde, Luís Filipe Pereira, anunciou mudanças para breve no Serviço Nacional de Saúde com a adopção de um modelo semelhante ao que vigorava na Alemanha durante o 3º Reich e que permitirá acabar de uma vez por todas com as famigeradas listas de espera.

Sem medo de ser polémico, o ministro afirma que “não há que ter medo de adoptar modelos com provas dadas independentemente da sua origem e já que passámos as últimas décadas com um Serviço Nacional de Saúde decalcado do ugandês, estava mais do que na altura de mudar.”

Logo que o novo sistema esteja implementado, uma das primeiras medidas a tomar será a avaliação rigorosa de todos os pacientes em lista de espera nos vários hospitais e sua distribuição por várias categorias de acordo com critérios de urgência no atendimento, categoria sócio-económica, idade, historial clínico e pureza da raça. Todos os utentes que não tiverem pelo menos 75% de sangue ariano serão fuzilados de imediato por brigadas armadas de auxiliares de acção médica.

Os sobreviventes que não sejam arianos puros serão integrados num revolucionário programa de rentabilização do tempo de espera, construindo novos hospitais enquanto aguardam consulta. Os especialistas consideram que esta medida poderá ser duplamente benéfica visto que, por motivos científicos que não importa agora referir, é possível que assim muitos pacientes deixem de sentir necessidade de ser vistos por um médico.

Um outro elemento inovador é o estabelecimento de um culto de personalidade centrado em torno da figura de Luís Filipe Pereira e enriquecido com estandartes e cartazes com a efígie do ministro e com a participação em grandiosos comícios de norte a sul do país.

Várias foram já as vozes dissonantes que se manifestaram contra a adopção do Serviço Nacional de Saúde da Alemanha nazi mas o homem que tutela a saúde nacional não se mostra preocupado e lembra que sempre que se tenta inovar, são inevitáveis as críticas. Para além disso, Luís Filipe Pereira admite que “existam algumas dificuldades iniciais mas tudo começará a entrar nos eixos logo que se dê a invasão do Serviço Nacional de Saúde da Polónia.”

Recuar