E-zine satírico sem corantes nem conservantes

 Vá para dentro lá fora

Somália - Praticamente um paraíso

(o espaço que se segue é da inteira responsabilidade do Ministério do Turismo somali e deve ser considerado como publicidade paga de imparcialidade altamente questionável)

Sol. Paisagens paradisíacas. Uma cultura riquíssima. Um povo acolhedor. Infra-estruturas topo de gama. Estes são os elementos mais procurados pelo turista esclarecido quando planeia as suas férias. E todos eles podem ser encontrados na Somália (com excepção dos quatro últimos). Em 45 anos de independência, o país do Corno de África conseguiu atingir uma posição ímpar entre as nações africanas e no conjunto dos países em vias de desenvolvimento. Como exemplo deste espírito visionário e laborioso do povo somali, refira-se que a Somália foi o primeiro país da África subsariana a construir um quilómetro de auto-estrada no ano de 1968. E, não se ficando por aí, o segundo quilómetro está praticamente concluído e tem inauguração prevista já para as próximas décadas.

Há nações que dão grande importância aos números da evolução económica. Na Somália, preferimos dedicar a nossa atenção ao seu conforto, caro visitante. Esqueça as referências constantes e maldosas que apontam a Somália como um dos países mais pobres e subdesenvolvidos do mundo e desfrute ao máximo de tudo o que temos para lhe oferecer.
É adepto de umas férias culturais? Espere até ver o nosso grandioso museu militar ao ar livre com reconstituições realistas de material de guerra usado nos combates com forças internacionais no início dos anos 90 e na longa guerra civil somali que dura até aos dias de hoje. Merecem destaque especial os actores formados pelo Conservatório Nacional de Mogadíscio que interpretam na perfeição o papel de cadáveres em adiantado estado de decomposição. Quem não soubesse do alcance do seu talento, até pensaria estarem realmente mortos.

Prefere um roteiro gastronómico? Então a Somália é o país ideal para si. Sopa de escaravelhos ressequidos com arbusto seco, ensopado de caveira de búfalo, abutre de cebolada (receita especialmente preparada a pensar em pessoas que não gostam de cebola) ou o mítico pudim surpresa de areia, confeccionado com um ingrediente mistério que pode ser areia mas também pode ser outra coisa qualquer (não revelaremos o segredo do chefe). E, se tiver a sorte de nos visitar fora da estação da seca, a variedade será ainda maior. Faça amigos somalis e talvez o convidem para participar numa pitoresca recolha de sacos de trigo lançados de helicóptero pela Cruz Vermelha.

Praia? A Somália é uma enorme praia com mais de 600 mil quilómetros quadrados de areal. O nosso clima é perfeito para veraneantes com temperaturas que vão do extremamente quente (no Inverno) ao tórrido (no Verão).
Gostaria de passar as suas férias com os níveis de adrenalina lá no alto? Na Somália, a adrenalina é uma constante do princípio ao fim da visita. Os pilotos da Air Somalia têm de sobrevoar uma boa parte do país até encontrarem um local limpo de destroços, sem combates e relativamente desminado para efectuar uma aterragem segura. O transporte para a unidade hoteleira de eleição ficará ao seu critério porque somos contra planos de férias rígidos e achamos que só através de uma exploração livre o visitante ficará a conhecer o nosso belo país. E quanto a animação nocturna? Não queremos revelar muito mas deixamos-lhe estas palavras para aguçar o apetite: chuva de morteiros.

Sabemos que muitos viajantes evitam visitar África por não quererem envolver-se com governos tradicionalmente corruptos e caóticos. Na Somália, isso não será problema já que, em território somali, existem pelo menos quatro governos diferentes a reclamar a soberania (sem contar com as facções incontáveis que lutam todos os dias pelo controlo da cidade de Mogadíscio em amistoso e pitoresco convívio armado). De certeza que um deles será do seu agrado. Se preza a estabilidade política, não se preocupe. Poderá sempre contar com o apoio do governo somali e do parlamento (mais ou menos) democraticamente eleito reconhecidos pela comunidade internacional. Se precisar de alguma coisa, basta procurá-los no pavilhão gimnodesportivo em que se reúnem no vizinho Quénia.

Também abrimos os braços calorosamente para acolher os empresários que queiram investir num mercado em amplo crescimento como o nosso. Com a vantagem acrescida de não serem necessários estudos prévios de mercado para avaliar quais as áreas em que o investimento estrangeiro será recebido de forma mais positiva já que, na Somália, tudo está por fazer e a mão-de-obra trabalha por qualquer punhado de farinha bolorenta. Os vários governos e clãs em guerra disponibilizam generosos benefícios fiscais e planos de suborno trimestral.
Por tudo isto, porque não pôr de lado os destinos turísticos mais convencionais e enfadonhos e dar um pulinho até à Somália? Estamos à sua espera. Somália, um país que faz o resto de África parecer a Europa.

INFORMAÇÕES ADICIONAIS: Não são necessários vistos nem vacinas mas aconselha-se a elaboração de um testamento antes da partida apenas para efeitos preventivos. Obrigatoriedade de indicar parente ou amigo endinheirado a contactar em caso de rapto. Visitantes com necessidades médicas especiais (ou com necessidades médicas de qualquer espécie) deverão vir prevenidos com o maior número de amuletos de boa sorte que consigam transportar. Partidas em voo da Air Somalia podem ser requisitados a partir de várias cidades europeias pelo telefone 74193200287 (pedir para falar com o comandante Abdul). O dia da partida dependerá da disponibilidade de aeronaves no ferro-velho da Força Aérea Ucraniana. Quanto ao voo de regresso, logo se vê. Mas não se preocupe muito com isso.

Nota: Nenhuma das fotografias que ilustram este texto promocional foi tirada na Somália para maximizar a eficácia da campanha.

 

www.inepcia.com