Inépcia: s.f. (do latim "ineptia") 1-Falta de aptidão ou habilidade. 2-Imbecilidade 3-Acto ou dito absurdo.
www.inepcia.com

António Vitorino ligado à Al-Qaeda

De acordo com uma investigação levada a cabo pela Inépcia e pelo departamento de necrofilia juvenil do Sport Clube Escolar Bombarralense, o comissário europeu para a Justiça, Assuntos Internos e Sapatos de Tacão Alto, António Vitorino, está ligado à organização terrorista Al-Qaeda, acumulando esta filiação com o cargo que actualmente ocupa na Comissão Europeia.
A notícia surgiu com a divulgação recente pela CIA do último vídeo da Al-Qaeda, “Little Abdul Learns About Suicidal Bombing,” que passou directamente ao mercado vídeo sem exibição cinematográfica. Numa das cenas mais marcantes, em que o pequeno Abdul apanha do chão o que restou do seu tio Faisal, pode ver-se ao fundo o próprio Osama bin Laden rodeado de alguns colaboradores próximos, entre os quais existe um de estatura mais reduzida e que, apesar do traje árabe, é muito parecido com o ex-ministro de António Guterres.

Partindo daqui, a Inépcia e o Bombarralense juntaram esforços para tirar a questão a limpo e levaram a cabo um estudo em que foram mostradas imagens retiradas do vídeo e fotografias de vários tipos de fruta a cidadãos escolhidos de forma aleatória, sendo-lhes pedido que identificassem qual das imagens apresentava mais semelhanças com o comissário europeu. Os resultados não deixam margem para dúvidas. Cerca de 80% dos inquiridos considerou que a figura do vídeo era António Vitorino contra apenas 15% que oscilaram entre a papaia e o abacaxi.

Contactámos o comissário acerca deste assunto mas a única resposta que obtivemos foi um comprometedor e ambíguo “Que disparate! É claro que isso não é verdade. É preciso ser doente mental para acreditar num absurdo desses” que não deixa dúvidas, se algumas houvesse, de que António Vitorino é um pérfido terrorista.

Fica assim explicado o à-vontade com que Vitorino falou dos atentados que as forças policiais europeias conseguiram evitar e do facto de Portugal não estar entre os alvos prioritários dos terroristas numa deslocação recente ao nosso país.
O presidente da Comissão Europeia, Romano Prodi, mostrou-se algo desiludido com Vitorino mas acrescentou que “não devemos julgá-lo por isso. As coisas a que os membros da comissão se dedicam nos seus tempos livres, seja o terrorismo ou a filatelia, como no meu caso, só a eles diz respeito.” Osama bin Laden, líder fictício da organização terrorista fictícia mais famosa do mundo, partilha dos sentimentos de desilusão de Prodi (e da sua paixão pelos selos), referindo que “sempre gostámos muito do sheik Gamal Menork (Vitorino). Tinha um futuro muito promissor à sua frente apesar de ser pouco dotado em termos de barba.”

Recuar